A Red Bull emitiu comunicado em Suzuka, no Japão, neste sábado (noite de sexta-feira no Brasil), para oficializar que o piloto alemão Sebastian Vettel não vai continuar na equipe para a temporada de 2015 da Fórmula 1. A dupla no ano que vem será formada pelo australiano Daniel Ricciardo e o russo Daniil Kvyat, que estreou nesta temporada pela Toro Rosso.

Vettel estava desde 2009 na Red Bull e pela equipe austríaca conquistou 38 vitórias, além dos quatro campeonatos consecutivos, entre 2010 e 2013. Neste ano, porém, não ganhou nenhuma corrida até o momento e tem sido superado pelo companheiro Ricciardo, que já foi o vencedor de três provas.

Apesar do comunicado não explicar o destino do piloto, a nova casa do alemão deve ser a Ferrari. A relação entre a escuderia italiana e o espanhol Fernando Alonso está abalada e deve também ter o fim oficializado até este domingo, quando será disputado o GP do Japão, no circuito de Suzuka.

O convívio entre Alonso e a nova cúpula da equipe italiana, que assumiu recentemente o cargo, está estremecida e piorou depois de o espanhol ser informado que só daqui a dois anos teria um carro em condições de batalhar pelo título mundial.

Caso saia da Ferrari, a McLaren passa a ser o mais provável destino do espanhol, que já guiou pela escuderia em 2007. Para a vaga de Alonso, a equipe italiana pode contratar, além de Vettel, os franceses Romain Grosjean e Jules Bianchi.