Enquanto ainda não sabe o que é jogar com a camisa do Palmeiras desde que voltou ao clube, o jovem Felipe já viu os recém-contratados Mazinho e Betinho ganharem chance no time titular, enquanto ele mesmo mal no banco de reservas ficou. Mas, de acordo com o técnico Luiz Felipe Scolari, o meia não deve desanimar, pois a oportunidade na equipe pode chegar logo.

O atleta de 21 anos voltou ao Palmeiras após empréstimo por um pedido do próprio Felipão, que gostou da atuação do meia pelo Mogi Mirim no Campeonato Paulista. Com pouco tempo de treino, Felipe já foi relacionado para a partida de volta contra o Paraná, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, mas nem saiu do banco de reservas.

Depois, nos três jogos seguintes do Palmeiras, o meia ficou no banco novamente contra a Portuguesa na estreia do Campeonato Brasileiro e nem isso conseguiu nos dois desafios contra o Atlético-PR pela Copa do Brasil. A explicação para ter sido preterido por outros atletas vem de Felipão.

“Ele é um jogador técnico e, em alguns jogos mais guerreados, estudamos o adversário e temos também o Patrik, que é guerreiro”, disse o treinador. “Então, de vez em quando, o coloco ou não no banco. Vamos usá-lo na medida em que alguns aspectos de marcação melhorar. Mas ele tem muita qualidade técnica.”

Como um novato, Felipe fica muitas vezes após o treino trabalhando finalização sozinho, com as orientação do auxiliar técnico Flávio Murtosa. Assim, espera convencer Felipão de que merece uma chance no time do Palmeiras.