O atacante Rafael Moura, artilheiro do campeonato Paranaense com 12 gols, foi julgado nesta tarde pela expulsão na partida frente ao Paranavaí, ainda na primeira fase. O He-Man respondeu pelo artigo 253 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (agressão física) e poderia pegar um gancho de 120 a 540 dias.

Para alívio da torcida atleticana, o camisa 9 pegou apenas um jogo, que já foi cumprido contra o Engenheiro Beltrão e está liberado para atuar no clássico decisivo de domingo contra o Coritiba, às 16 horas, na Arena.

Rafael Moura está concentrado com o restante do elenco para a partida contra o ABC, às 19h30 de hoje. O Atlético pode até empatar por 0 a 0 ou 1 a 0 que estará classificado para próxima fase da Copa do Brasil.