Ao marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Figueirense, na noite de quarta-feira, em Volta Redonda (RJ), pela Copa do Brasil, Rafael Marques aproveitou a comemoração para protestar contra os torcedores que o criticavam no estádio. Mais tranquilo, ele explicou na tarde desta quinta a sua reação e minimizou as reclamações que ouviu de parte da torcida: “São meia dúzia de torcedores”.

“Quando a fase era ruim, reclamavam. Agora que é boa, também reclamam”, chegou a dizer Rafael Marques, ainda no intervalo do jogo contra o Figueirense, quando já tinha marcado seu gol no Estádio Raulino de Oliveira. “A gente sabe como é vestir a camisa do Botafogo, a cobrança é grande. E a de hoje nem chega perto à enorme que já houve. Agora, são meia dúzia de torcedores, não são eles que vão mudar meu jeito de ser e meus objetivos”, afirmou o atacante, na entrevista coletiva desta quinta-feira.

Rafael Marques passou por um longo período sem marcar gols no ano passado, quando chegou ao Botafogo. Na época, sofreu duras críticas da torcida e da imprensa, mas sua permanência foi bancada pelo técnico Oswaldo de Oliveira. Agora, ele é o vice-artilheiro do time na temporada, com nove gols – atrás apenas do uruguaio Lodeiro, que tem 10 -, e também fez o gol do título do Campeonato Carioca.

“Não vão ser essas pessoas que vaiam desde o ano passado que vão me mudar. Estou mais motivado, fazendo gols, ajudando a equipe, jogando bem”, revelou Rafael Marques, ao explicar a sua comemoração de gol na noite anterior, quando desabafou e mandou um recado para os torcedores que o criticavam. “Vou procurar sempre dar a volta por cima dentro de campo”, completou o atacante de 30 anos.