Como as corridas da Gávea, que seriam realizadas dia 22, foram antecipadas para o dia 21, quinta-feira, a simulcasting da Gávea será realizada com o Cristal. O Jockey Club Brasileiro, porém, já anunciou que a simulcasting do dia 29 será com o Tarumã. Caso a entidade carioca não tomasse esta decisão, só teríamos corridas,

no hipódromo local, dia 6 de maio, o que seria mais lamentável.

Desclassificação

A nota lamentável da reunião de sexta-feira, no Tarumã, foi a desclassificação, por falta de peso, da favorita Addis Abeba, especialmente pelas circunstâncias. O treinador Carlos Pereira Gusso preparou o ensilhamento para 53 quilos, o que seria normal se a prova fosse mista, com potros e potrancas. Mas como só correram potrancas o peso normal seria de 55 quilos. O treinador falhou e o balanceiro também, com grande prejuízo para os apostadores.

Quicken Girl

O Grande Prêmio Mário Ribeiro de Azevedo, corrida mais importante de sábado, na Gávea, marcou excelente vitória da velocista paranaense Quicken Girl, uma filha de Fahim e Locomotiva Sul (Bowling), de criação do Haras Palmerini, que defendeu as cores do Haras Verde e Preto. A pilotada de E.Ferreira, apresentada por A.C.Apolônio, assinalou para os 1.000 metros, em pista de grama, 56?6, derrotando Lívio, chegando nas posições imediatas Umaitá Hill, Lady Coqueta e Sharma.

Clássico

A principal prova de sábado, em Cidade Jardim, foi vencida por Branca como Neve, preparada por V.S.Lopes e dirigida por João Moreira, defendendo as cores do Stud Dharma. Jogajoga formou a dupla, com Ra e Rola na terceira colocação.