O ex-goleiro Gilmar Rinaldi, procurador de Adriano, afirmou nesta terça-feira que o atacante não está aposentado, e deve voltar a jogar após um período de reflexão. Na quinta-feira da semana passada, o jogador afirmou que precisava dar um tempo na carreira, e confirmou que não voltará à Inter de Milão.

“Creio que ele voltará a jogar, mas precisa de um tempo para refletir e tomar uma decisão. Ele está no Rio, passando um tempo com a família e agora estamos esperando para conversar com a Inter. Temos que avaliar isso com calma, ponderar as coisas e depois, junto com o clube, tomar uma decisão”, afirmou Gilmar, que está em Milão para negociar com os dirigentes da equipe italiana.

O contrato de Adriano termina no dia 30 de junho de 2010, mas tanto ele quanto o clube são favoráveis à ruptura do vínculo. O jogador sumiu depois do jogo do Brasil contra o Peru, em Porto Alegre, em 1.º de abril, e deixou claro na coletiva que deu na última quinta que não é feliz na Itália.

Gilmar afirmou que Adriano não está aberto a propostas de outros clubes por enquanto. “Se fosse procurado por outras equipes, eu não poderia responder agora. Temos outras coisas para resolver. E há uma equipe, a Inter, que tem um contrato de seis anos com o Adriano, e temos de respeitar isso.”