A Ponte Preta deixou a lanterna do campeonato brasileiro, ao vencer o Atlético Mineiro, por 2 a 1, ontem à tarde, no Majestoso, em Campinas. O time campineiro, que perdeu quatro pontos no STJD, agora soma seis pontos e está na frente de Goiás e Figueirense. O time mineiro, que vencera quatro vezes fora de casa, sofreu sua primeira derrota longe de sua torcida, permanecendo com 13 pontos.

O técnico Celso Roth preferiu escalar o time mineiro reforçado no meio-de-campo com quatro jogadores de características de marcação. Marcelo Silva e Cleisson foram as novidades ao lado de Genalvo e Lúcio Flávio. O meia Alexandre foi adiantado para atuar ao lado de Guilherme no ataque.

Mas a Ponte Preta também tinha sua defesa fixa e bem protegida quase não permitindo as trocas de passes e penetrações do adversário.

No primeiro tempo, o jogo foi ruim tecnicamente e cada time conseguiu apenas uma chance de gol. O Atlético aos 29 minutos, quando o zagueiro Gérson tentou aliviar, após cobrança de escanteio, e mandou contra seu gol. Alexandre Negri, atento, colocou para escanteio. A Ponte só teve uma chance aos 35 minutos, após cruzamento de Vaguinho que passou por Gabriel, Fabrício e, por último, Sérgio Alves.

O Atlético, apesar da ineficiência ofensiva, não mudou no início do segundo tempo. O atacante Fábio Júnior entrou no lugar do volante Lúcio Flávio aos 14 minutos, numa tentativa de mudança. Nada, porém, mudou. A Ponte aguardava o momento certo para abrir o placar. Seu jogo aéreo, com Fabrício Carvalho e Sérgio Alves, estava neutralizado e somente num lance individual poderia chegar ao gol.

E foi o que aconteceu aos 23 minutos, quando Vaguinho pegou a bola no lado direito do ataque, driblou Scheidt, passou por André Luiz e chutou forte e cruzado à meia altura.

Celso Roth ainda tentou ganhar força ofensiva com as entradas de Juninho e Alex nos lugares, respectivamente, de Cleisson e Michel. Mas, de novo, as mudanças não deram resultado positivo. No final do jogo, dois inesperados gols em pênaltis duvidosos.

Scheidt empurrou Lucas e Fabrício Carvalho fez 2 a 0 aos 46 minutos, enquanto Guilherme foi deslocado por Gabriel e Fábio Júnior diminuiu aos 48 minutos.