Campinas – O Fluminense fez uma das suas piores exibições no Campeonato Brasileiro ontem, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, e foi goleado pela Ponte Preta por 3 a 0.

O time tricolor teve um pênalti a seu favor, desperdiçado por Petkovic no primeiro tempo, e ainda contou com a expulsão de Pará no início do segundo tempo, mas não teve competência para ao menos empatar a partida. Além disso, a Ponte Preta começou o jogo com vários desfalques de última hora, pois perdeu quatro titulares em virtude de uma intoxicação alimentar. Com este resultado a equipe campineira saiu da zona de rebaixamento, enquanto o time tricolor perdeu a chance de chegar à vice-liderança.

A primeira chance de gol ocorreu aos três minutos, em falta cobrada com um chute forte, por cima do travessão, por Petkovic. Apesar dos problemas, a equipe da casa procurava mais o ataque e o Fluminense buscava mais os contra-ataques. Porém, a Ponte Preta não conseguia concluir a gol. Aos 38?, Tuta foi puxado pela camisa dentro da área pelo zagueiro Luís Carlos, em pênalti que o árbitro Alicio Pena Júnior marcou sem hesitação. Petkovic cobrou e Aranha defendeu no seu canto direito, jogando a bola a escanteio. No segundo tempo, o Fluminense voltou com Gabriel Santos no lugar de Roger, machucado. Com um minuto, Luís Mário aproveitou cruzamento da direita e, de cabeça, pôs a bola no canto esquerdo do goleiro tricolor para abrir o marcador. Aos 14?, Pará recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo, deixando a equipe da casa com um jogador a menos. Mesmo com um jogador a mais e com as substituições feitas por Oswaldo de Oliveira – Beto no lugar de Fernando e Pitbull no de Lenny – o Fluminense continuava a atuar muito mal, especialmente Petrovic, e não conseguia criar boas chances de gol.

E o castigo veio aos 38?, com Ricardo Conceição completando para o gol vazio após bela jogada de Vélber, pela direita, fazendo o segundo gol. Dois minutos depois, Jean Carlos chutou de fora da área e Fernando Henrique aceitou: 3 a 0.