Os rumos do Paraná Clube na Série B do Campeonato Brasileiro poderão ser definidos após o clássico diante do Coritiba. Neste sábado (5), a partir das 16h30, os times se enfrentam pela 26ª rodada da competição, na Vila Capanema, e o Tricolor precisará fazer valer o fator casa para seguir acreditando no acesso. Com 35 pontos, a equipe é apenas o 11º na tabela de classificação, mas está apenas a três do G4. O time paranista tem tido baixo aproveitamento dentro do Durival Britto e Silva e precisa reverter isso. Portanto, só a vitória interessa.

O Tricolor não tem feito de seu estádio um diferencial nesta Segundona. No Brasileiro de 2019, em 12 jogos como mandante até aqui, foram apenas três vitórias, uma derrota e oito empates. Os resultados com placares igualados têm sido uma ’pedra no sapato’ da equipe, que deixou em diversas oportunidades pontos importantes escaparem. O time já soma uma série de sete jogos em casa sem vitórias, um período de dois meses e meio. Foi no dia 13 de julho, no 2×1 aplicado em cima do Bragantino, que o elenco paranista celebrou pela última vez um triunfo na Vila. Desde então, já aconteceram sete outros jogos no estádio tricolor, mas em nenhum o resultado foi positivo.

+ Leia mais: Clássico Paratiba tem duelo entre os artilheiros Jenison e Rodrigão

No último jogo em casa, por exemplo, no dia 25 de setembro, diante da Ponte Preta, o time vencia até os 47 minutos da segunda etapa, quando sofreu o 1×1. Ainda que a campanha longe de seus domínios tenha sido um pouco melhor, não foi suficiente para manter o time no G4. Como visitante, o Paraná Clube em 13 jogos, tem cinco vitórias, cinco derrotas e três empates.

Vale destacar que os resultados em casa foram essenciais na campanha do acesso em 2017 e que essa era a estratégia inicial dos comandados de Matheus Costa no início da disputa. Perto de seu torcedor, o time foi quase imbatível e esses triunfos resultaram na pontuação suficiente para o time conseguir retornar à Série A. Naquele ano, dos 19 jogos como mandante, o Tricolor venceu 14, empatou três e perdeu apenas em duas ocasiões. Longe da Vila, em contrapartida, foram apenas quatro triunfos, mas os placares ’caseiros’ garantiram o acesso.

+ Leia também: Paraná e Coritiba fazem clássico que pode ser decisivo na Série B

O técnico Matheus Costa assumiu a falta de aproveitamento do time na Vila Capanema, mas acredita que um resultado positivo no clássico poderá mudar os rumos da equipe em seu território. “Deixamos de conquistar alguns pontos importantes em casa, mas o clássico é um jogo de um aspecto psicológico muito grande. A gente sabe o que pode acarretar vencer um clássico”, enfatizou.

No primeiro encontro entre os times na Série B, no dia 8 de junho, o Tricolor saiu vitorioso com o placar de 3×2, no Couto Pereira. O jogo foi muito disputado, com direito a virada de placar, o que motiva o treinador paranista para este novo duelo. “Obviamente respeitando muito a equipe do Coritiba, que tem a sua qualidade, temos condições de, na Vila Capanema, vencer o clássico. Precisamos estar bem preparados”, disse.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Para o difícil jogo que terá pela frente, o comandante espera poder contar com o apoio das arquibancadas. “Um grande jogo para reconquistar essa vitória diante da nossa casa e ao lado do nosso torcedor. Precisamos da ajuda da torcida”, finalizou.

Leia mais:

+ Tricolor tem campanha em casa de time que briga contra o rebaixamento
+ Coxa inicia semana do clássico mais aliviado após encerrar jejum