Antes mesmo de a bola rolar, o Paraná Clube terá pela frente uma luta para poder contar com o apoio de sua torcida nas arquibancadas, no clássico diante do Coritiba. Isso porque a presença dos paranistas não tem sido expressiva no Durival Britto nesta Série B do Campeonato Brasileiro. Seja pela fase do time sem vitórias em casa ou por outros fatores, até aqui, a maior lotação foi de 47% do estádio, ou seja, um público de 8.160 pagantes contra o Sport, pela 12ª rodada. O confronto com o Alviverde é neste sábado (05), a partir das 16h30, na Vila Capanema, e o Tricolor precisa mais do que nunca do empurrão dos paranistas.

A equipe é a 11ª na Segundona com 35 pontos somados até aqui, mas ainda assim está a três pontos do G4. Porém, o mais agravante na campanha Tricolor e, talvez, o fator que não esteja animando o torcedor, é a falta de vitórias em casa. A última vez que o Paraná comemorou um triunfo em seu território foi no dia 13 de julho, no 2×1 aplicado em cima do Bragantino. Depois disso, foram sete jogos em Curitiba com uma derrota e seis empates.

+ Leia mais: Paraná Clube e Athletico aderem à campanha Outubro Rosa

Foi justamente nesse revés, que abriu a fase ruim de jogos em casa, que o Tricolor conquistou o melhor público em toda a temporada. Na ocasião, o time perdeu por 1×0 para o Sport, no dia 26 de julho, mas vinha de uma série de invencibilidade. Antes desta derrota, o time havia somado cinco jogos com vitórias. Por isso, os paranistas se sentiram confiantes a comparecer ao estádio naquele compromisso.

A equipe, que chegou a estar na vice-liderança da competição, caiu de rendimento de modo considerável e a empolgação do público despencou no mesmo ritmo. Na Série B, o pior público até aqui foi na última partida em casa. No empate em 1×1 em cima da Ponte Preta, no dia 25 de setembro, apenas 1.925 pessoas pagaram ingresso para assistir ao jogo.

+ Confira a classificação da Série B

O clima tem sido tenso entre torcida e time. Protestos de torcedores contra o técnico Matheus Costa e entrevistas do presidente Leonardo Oliveira deixaram clara a discordância entre as decisões internas do clube e arquibancada. Porém, o momento deve ser de apoio incondicional, como o próprio mandatário pediu. “Problemas políticos e pessoais devem ficar de fora do estádio. Quero pedir para que o torcedor não se deixe ser massa de manobra e que cumpra o papel”, disse. Para tentar fazer com que o time em campo receba o apoio das arquibancadas cheias, o diretoria do Paraná Clube lançou uma promoção. Até sexta-feira (04), os ingressos na Curva Norte custam R$ 20, sendo R$ 10 a meia.

Para o elenco do Paraná Clube todo apoio será fundamental uma vez que este poderá ser um momento de reação do time. O atacante Judivan comentou que os atletas não pouparão esforços para presentear os paranistas com uma merecida vitória em casa. “Sabemos da importância desse clássico. Vamos procurar fazer o melhor para dar essa vitória para o torcedor. Será muito importante”, arrematou.

Leia mais:

+ Agora no Coxa, Robson retorna à Vila Capanema
+ Jogador do Tricolor relembra passado com prisão e drogas e se emociona
+ Clássico é divisor de águas para o Coritiba
+ Paraná quer usar o clássico do primeiro turno pra ‘virar a chave’