A ideia era entrar na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro com um forte aporte. Porém, as negociações com grupos de investidores não surtiram efeito e o Paraná chega na competição na base da raça, caminhando com os seus próprios pés.

Sem grandes investimentos, o Tricolor manteve Allan Aal no comando, que foi promovido no início da temporada, após ser auxiliar-técnico de Matheus Costa no ano passado. Era a solução mais barata para um 2020 que prometia ser complicado para o clube.

Logo no início do ano, as apostas no futebol foram em jogadores pouco aproveitados em outros clubes, que eram pagos por seus próprios times. A história não mudou muito.

O lateral-esquerdo Jean Victor e o atacante Wandson também chegaram por empréstimo. Por outro lado, o Paraná adquiriu o direito de outros reforços contratados neste período de pandemia: o lateral-direito Toninho, os zagueiros Hurtado e Salazar e o atacante Bruno Gomes.

O técnico Allan Aal também ganhou mais dois reforços já conhecidos do torcedor paranista: os meias Gabriel Pires e Guilherme Biteco. O primeiro retornou de empréstimo junto ao Atlético-MG, enquanto o segundo, uma espécie de xodó dos paranistas, busca uma recuperação na carreira, marcada por contusões.

Guilherme Biteco busca se recuperar no Paraná. Foto: Rui Santos/Paraná.

E a grana?

Uma das grandes preocupações recorrentes do Paraná é a parte financeira. Entra ano, sai ano e os atrasos de salários acabam pesando para que o Tricolor não conquiste seus objetivos.

Como tem apostado em jogadores menos conhecidos, com vencimentos mais em conta, o clube espera cumprir com as suas obrigações e fazer um papel digno na Série B.

Recentemente, o Paraná fechou com a empresa EstadiumBet, o que pode colaborar para que o clube não passe por mais dificuldades financeira até o fim da competição.

+ Mais do Tricolor:

+ Allan Aal tem o primeiro grande desafio de sua carreira no Paraná
+ Artilheiro do Cearense vive expectativa de ser o homem-gol do Paraná
+ Paraná perde volante Luan para o início da Série B


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?