O Paraná Clube não sabe o que é perder na Vila Capanema nesta temporada. As duas derrotas sofridas até agora – contra o Coritiba, pelo Estadual e diante do Londrina, pela Primeira Liga, foram fora dos domínios tricolores.

Na soma das disputas da Primeira Liga e do Paranaense, foram quatro vitórias com o apoio da torcida. Por isso, o fator “casa” pode ser um ingrediente a mais na busca pela classificação à próxima fase da Copa do Brasil contra o Bahia, amanhã, a partir das 16h30, na Vila Capanema.

A partida contra os baianos vale a classificação à terceira fase da competição nacional, que é prioridade do Tricolor neste início de ano. A disputa será em partida única e, em caso de empate, a decisão vai para as penalidades máximas.

O meia Renatinho, que vem sendo o grande destaque da equipe tricolor na temporada, entrou só no finalzinho da derrota para o Londrina, na última terça-feira (21), mas está confirmado no time titular. Ele prevê dificuldade nesta partida.

“Sabemos da importância desse jogo. Não será fácil, pois o Bahia tem uma equipe muito técnica. Mas, em casa, vamos procurar nos impor”, avisou o meia Renatinho.

Para o compromisso, o técnico Wagner Lopes deve manter a equipe que venceu o PSTC no último final de semana derrotou o PSTC. A vitória por 1×0 devolveu a liderança do Estadual ao Tricolor.

Em contrapartida, o revés no interior foi a contusão do atacante Vitor Feijão, que deve ficar até seis meses afastado dos gramados se recuperando de uma lesão no joelho. O treinador ainda está decidindo quem vai ser o companheiro de Ítalo no ataque. O último treinamento antes do embate é hoje, na Vila Capanema.

Após encarar o Bahia, em pleno sábado de Carnaval, o Tricolor parte para mais uma decisão, desta feita pela Copa da Primeira Liga. Na quinta-feira (02), o time recebe o Figueirense na Vila Capanema. Com três pontos na tabela, contra nenhum do adversário, basta uma vitória simples para a equipe carimbar o passaporte à próxima fase.