enkontra.com
Fechar busca

Paraná Clube

Paraná Clube

Paraná Clube

Não deu!

Paraná Clube vence o Londrina mas não se classifica na Taça Barcímio Sicupira

Ao menos, Tricolor embala e terá bom tempo para se preparar para o segundo turno

  • Por Diogo Souza
Paraná venceu, mas acabou sendo eliminado. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina.

Paraná Clube venceu o Londrina, por 2×1, na tarde deste domingo, no estádio do Café, em partida válida pela sexta rodada da Taça Barcímio Sicupira. Porém, o triunfo não adiantou nada e o Tricolor acabou não se classificando para as semifinais do primeiro turno do Campeonato Paranaense. Agora, o técnico Dado Cavalcanti terá um bom tempo para preparar a sua equipe para a Taça Dirceu Krueger, que será iniciada no dia 10 de março, e também para a segunda fase da Copa do Brasil, onde enfrenta o próprio Tubarão, novamente no interior do estado.

Empolgado!

Na última quarta-feira, o Paraná Clube havia atropelado o Itabaiana-SE, por 5×2, pela Copa do Brasil. E o embalo tomou conta do elenco paranista, que foi pra cima do Londrina já no início do confronto. O primeiro tempo ficou marcado pelo domínio do time de Dado Cavalcanti, que, só não foi perfeito em campo, porque acabou tendo um único vacilo em sua área.

+ Veja como foi o jogo entre Londrina e Paraná Clube!

Antes da falha, o Tricolor já havia marcado o primeiro com o atacante Andrey, aos 15 minutos, em uma bomba de fora da área. Sem chance alguma para o experiente goleiro Emerson. Logo depois, o jovem paranista ainda teve uma outra oportunidade clara de gol. Após um passe açucarado do lateral-esquerdo Guilherme Santos, Andrey bateu fraco e a bola ficou nas mãos do arqueiro do LEC.

Quando dominava com sobras o confronto, Uelber apareceu sozinho na área do Tricolor e escorou para as redes aos 24 minutos, colocando o Tubarão de novo na briga e nas semifinais da Taça Barcímio Sicupira. O gol do Tubarão não abalou o Paraná. A equipe seguia trocando passes com facilidade, até que chegou ao seu segundo gol com o zagueiro Fernando Timbó, aos 40 minutos, após bate rebate na área do LEC.

Tricolor dominou no primeiro tempo, mas recuou demais no segundo. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina.

Tricolor dominou no primeiro tempo, mas recuou demais no segundo. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina.

Ao apito de Fábio Filipus, os jogadores paranistas já perguntavam aos repórteres de campo quanto estava os outros jogos. Em Ponta Grossa, o Operário havia virado contra o Coritiba, e o saldo de gols ainda deixava o Tricolor de fora da próxima fase da competição.

Acomodou!

Na etapa final, quem partiu pra frente foi o Londrina, dando mais espaço no gramado e gerando contra golpes para o Paraná. Logo aos cinco minutos, os jogadores do Tubarão ficaram na bronca com o árbitro. O incansável Germano meteu um tiro de dentro da área e a bola explodiu na mão do lateral-direto Éder Sciola. A arbitragem mandou o jogo seguir. O time da casa seguiu pressionando e o Tricolor se defendia como podia.

+ Confira os jogos e a classificação do Campeonato Paranaense

Em um dos bons momentos do Londrina, Raí Ramos carimbou o travessão da meta do goleiro Thiago Rodrigues. Quando não era o poste, Thiago Rodrigues era quem salvava o Paraná. O Tricolor se acomodou e recuou muito em campo. Nem as entradas de Maicosuel e Keslley fizeram com que a equipe crescesse. Com o passar do tempo, a única expectativa era por um tropeço do Coritiba, em Ponta Grossa. O que não aconteceu. Com isso, Londrina e Paraná “morreram na praia”.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Paranaense
Taça Barcímio Sicupira – 6ª rodada

Londrina 1×2 Paraná 

Londrina
Emerson; Raí Ramos, Marcondes, Sílvio e Felipe; Rômulo (Júnior Ramos), Germano e Matheus Bianqui (Luquinha); Anderson Oliveira, Marcelinho (Luidy) e Uelber. Técnico: Alemão

Paraná
Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Rodolfo, Fernando Timbó e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Fernando Neto (Itaqui) e Higor Leite (Maicosuel); Andrey (Keslley), Alesson e Jenison. Técnico: Dado Cavalcanti

Local: Estádio do Café, em Londrina
Árbitro: Fábio Filipus (PR).
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e César da Silva Nogueira (PR)
Gols: Andrey (PRC) aos 15′ do 1ºT; Uelber (LEC) aos 24′ do 1ºT; Fernando Timbó (PRC) aos 40′ do 1ºT;
Cartões amarelos: Felipe (LEC); Andrey (PRC);
Renda:
R$ 27.766,00
Público total: 1.372

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

17 Comentários em "Paraná Clube vence o Londrina mas não se classifica na Taça Barcímio Sicupira"


Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

huaushuaushuaushuaushuaus a craudinha pira, enxergou evolução no parná grub grub até na queda vexatória para a segundona, e para melhorar o ataque de pelanca citou até o bahia e a jogada do ano passado que os atletas se enroscaram na área, tomaram 3×0 duas vezes e ainda gralhando, pobre craudinha

Cláudio
Cláudio
5 meses 9 dias atrás

Uma boa prévia da Copa do Brasil.
Que siga evoluindo.
A zaga deve receber mais atenção entre os setores.

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

Boa prévia? Bola no travessão e pênalti claro que o juiz ignorou, cfc 2° colocado no grupo e parná grub grub eliminado, o nosso estadual é um dos mais fracos do país, em tempo: o 3° time do CAP tbm é vergonhoso

Cláudio
Cláudio
5 meses 9 dias atrás

Meu caneco.
Pequeno poodle. Bola no travessão, pênalti que o juiz ignorou (como no primeiro jogo do brasileirão do ano passado na Vila, lembra?) entre outras situacoes6, são ingredientes de uma próxima decisão pela Copa do Brasil, inclusive o resultado. Uma prévia do que pode acontecer.

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

seu clubismo é tão grande que você só enxergou as críticas ao seu timéco, não percebeu que foi um resumo geral da mediocridade do campeonato e dos 3 da capital, com esses times cfc e prc não sobem

Cláudio
Cláudio
5 meses 9 dias atrás

Mas, tomando seu raciocínio (sic) como base, poderíamos dizer que a tão cantada em verso e prosa aula, foi um baita golpe de sorte e não competência?
Pênaltis desperdiçados pelos adversários, a “operação Bahia” nos dois jogos, entre outros ingredientes esquisitos.
…..

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

pode rever os lances craudinha sem clubismo, no 1º gol anulado o atleta ergue o pé mais alto que a cabeça do nikão e ainda acerta no movimento do chute, falta clara e no 2º anulado o atleta que completou para o gol estava legal mas no trajeto da bola o edgar junio tentou desviar impedido

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

o problema que os clubes daqui ainda não se adaptaram, são fãs do futebol romântico e gostam de jogadas duvidosas, o nikão estava em pé, não abaixou a cabeça, foi jogada perigosa com o agravante de acertá-lo e o edigar junio claramente impedido foi na bola a regra é clara, participou da jogada

Cláudio
Cláudio
5 meses 9 dias atrás

*em verso e prosa “sula”…

Cláudio
Cláudio
5 meses 9 dias atrás

….. afinal, utilizar seus critérios só para partidas dos adversários e não o seu, não pega bem.
Mas agradecemos sua rápida participação no espaço Tricolor, e aproveitamos para dizer que bola no travessão é do jogo, porém uma penca de gols anulados como contra o Bahia, nem sempre.

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

o que acontece é que ser clubista demais atrapalha a avaliação, o parná grub grub está em evolução? ganhou de foz e itabaiana que são clubes sem divisão, ontem foi um conjunto de coisas, goleiro salvando, tomando sufoco e pênalti claro não dado, não foi um time de ponta e sim apenas o lec

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

por isso os times paulistas evoluem mais, as cobranças são fortes da imprensa e torcida quando perdem ou empatam com clubes do interior, se não se classificam então aí é que a pressão fica grande, aqui tentam apenas enxergar o lado bom, a evolução, ridículo e conformismo com a pequenice, fato

Luiz Carlos
Luiz Carlos
5 meses 9 dias atrás

Concordo Fabiano. Sou CAP mas vejo que nossos times sempre estão evoluindo porque são ruim demais, não tem como regredir.

Cláudio
Cláudio
5 meses 9 dias atrás

O Paraná Clube “perdeu” seu primeiro compromisso no paranaense e do ano na Vila.
De lá pra cá empatou com o Operário ( todos diziam que iria perder) não perdeu para o trétis (idem), passou pelo Itabaiana (idem), venceu o Londrina fora de casa num jogo decisivo (era derrota certa)….

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

mas o parná grub grub perdeu para o operário, tá alcoolizado craudinha? não perdeu para o CAP 3º e fraco time, o time colorido é fraco sim, está com força máxima e não se classificou nessa naba de campeonato

Cláudio
Cláudio
5 meses 9 dias atrás

…. inclusive com a torcida declarada dos poodles por aqui.
Se isso não é evoluir, então o que seria pra vc?

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
5 meses 9 dias atrás

já disse , é onde podemos encontrar poucos coloridos para zoar pq na rua estão disfarçados de gremistas, flu e são paulinos, o vexame e desespero em 2018 foi tão grande que se contentam com migalhas, vitórias insignificantes e desclassificação na 1a fase do rural e ainda enxerga evolução? clubismo

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas