Dois dias depois de anunciar as saídas do volante Basso e do atacante Marcelinho, o Paraná Clube confirmou a chegada de dois novos reforços para a continuidade da Série B do Campeonato Brasileiro. O meia Cristian, de 36 anos, que já teve duas passagens pelo Tricolor, e o atacante Guilherme Queiroz, 26, destaque da Portuguesa em 2015 e que teve poucas oportunidades no Figueirense neste ano, foram confirmados pela diretoria na manhã desta quinta-feira (11) e devem ficar à disposição do técnico Marcelo Martelotte para o duelo contra o Brasil de Pelotas, sexta-feira que vem (19), na Vila Capanema, na largada do returno da Segunda Divisão.

Depois de defender o Paraná em 2004, ainda na Série A, e em 2008, já na Segundona, Cristian retorna depois de uma passagem inconstante pela Ponte Preta. O jogador, que já rodou vários clubes, dará um pouco mais de experiência ao setor de criação paranista que, nesta Série B, vem sofrendo com atuações irregulares.

“Quando me ligaram, não pensei duas vezes. Conheço o clube e adoro a cidade. Tinha outras propostas, financeiramente superiores. Eu escolhi voltar ao Paraná, pois confio nas pessoas e no projeto. Chego para ajudar e acredito no acesso. O Paraná tem um grande elenco e sei bem como funciona a Série B, uma competição marcada pelo equilíbrio”, pontuou Cristian.

Guilherme Queiroz, segundo o site oficial do Paraná, era um sonho antigo do clube, que tentou a sua contratação no início do ano, mas o jogador acabou optando pelo Figueirense. No clube catarinense, o jogador não foi bem e fez apenas dois gols neste ano. “Havia a necessidade de qualificarmos nosso grupo. Com a saída do Marcelinho, que rescindiu seu contrato, trouxemos o Guilherme Queiroz, que ano passado fez uma ótima temporada na Portuguesa”, declarou o superintendente de futebol do Paraná, Helcio Alisk.

De acordo com o jogador, essa chance de terminar a temporada no Tricolor é uma grande oportunidade de reencontrar seu melhor futebol depois de um período de altos e baixos. “Estou muito feliz. Não tive uma sequência no Figueirense, mas espero retomar aqui no Paraná o bom aproveitamento ofensivo de anos anteriores. Fui artilheiro da Série C e agora estou confiante em repetir o mesmo desempenho aqui”, concluiu.

Assim, com mais essas duas contratações e também com a chegada do atacante Fernando Karanga, o técnico Marcelo Martelotte ganha mais opções para o setor ofensivo.