enkontra.com
Fechar busca

Paraná Clube

Paraná Clube

Paraná Clube

Terremoto no Tricolor

Após crise, Claudinei Oliveira é demitido do Paraná Clube

Beto Amorim e Vavá também caíram; Fernando Miguel comanda o time contra o Goiás

  • Por Luiz Ferraz

Acabou a era do técnico Claudinei Oliveira no Paraná Clube. Com divergências explicitas de ideias com o diretor de futebol do clube, Durval Lara Ribeiro, o Vavá, o treinador deixou o Tricolor depois de quase seis meses de trabalho no comando do Tricolor. De acordo com uma nota divulgada através do site oficial e assinada pelo presidente paranista, Leonardo Oliveira, o gerente de futebol, Beto Amorim, também deixou o clube e essa medida faz parte também da reestruturação que o departamento de futebol do clube passará nos próximos dias.

Oliveira prometeu que nesta quinta-feira, dois dias depois do duelo contra o Goiás, pela Série B do Campeonato Brasileiro, um executivo de futebol será anunciado e este profissional vai procurar um novo treinador e fazer as mudanças necessárias no departamento de futebol do Tricolor. “Nos próximos dias, um executivo do futebol será anunciado. Caberá a este profissional processar as mudanças necessárias para que voltemos a apresentar um futebol competitivo e equilibrado, condizente com a grandeza do Tricolor”, diz a nota.

A contratação deste novo executivo de futebol do Paraná Clube acarretará em outra mudança no clube. Segundo a nota, Durval Lara Ribeiro, o Vavá, se afasta do dia a dia do departamento de futebol profissional do Paraná Clube. Essa correção de rota no início da Série B do Campeonato Brasileiro visa mudar o rumo do Tricolor na Segunda Divisão, já que o time paranista está longe do G-4 e próximo da zona de rebaixamento.

“As medidas, aqui anunciadas, visam oxigenar o nosso departamento de futebol e assegurar uma retomada nos resultados que a torcida espera e merece. Sabemos da luta de todos para recolocarmos o Paraná Clube na Série A e esta diretoria seguirá não medindo esforços na busca por este objetivo. Restam pouco mais de cinco meses para o encerramento da temporada. Serão, até novembro, trinta jogos, trinta decisões. Contamos com você, torcedor paranista, para seguirmos nessa caminhada, sem perder o foco, mas efetuando correções de rota, sempre que julguemos necessário”, encerrou Oliveira, na nota.

Com isso, o Paraná Clube, para o duelo desta terça-feira (14), contra o Goiás, na Vila Capanema, será comandado pelo técnico interino Fernando Miguel. O profissional, que faz parte da comissão técnica permanente do Tricolor desde o ano passado, volta a dirigir o time paranista depois de comandar o clube na reta final da Série B do Brasileiro do ano passado.

Confira a nota oficial do Paraná Clube:

O desempenho do nosso time neste Campeonato Brasileiro 2016 – 13º colocado, após oito rodadas – está muito aquém do esperado pela diretoria e pela torcida do Paraná Clube. Diante deste cenário, decidimos por uma alteração direta e efetiva no nosso departamento de futebol. Nos próximos dias, um executivo do futebol será anunciado. Caberá a este profissional processar as mudanças necessárias para que voltemos a apresentar um futebol competitivo e equilibrado, condizente com a grandeza do Tricolor.

Uma nova diretriz só seria possível com o desligamento de alguns profissionais do clube. O Paraná Clube agradece o empenho e a luta do gerente de futebol Beto Amorim e do técnico Claudinei Oliveira, que conduziram o Tricolor nas disputas do Campeonato Paranaense, da Copa do Brasil e neste início de Brasileiro. Procuramos oferecer-lhes as melhores condições de trabalho, dentro da realidade econômica do clube. Profissionais em suas condutas, Beto e Claudinei saem, mas deixam as portas abertas com essa diretoria.

O executivo de futebol, que será apresentado na próxima quinta-feira, ficará à frente da contratação de um novo treinador, bem como de ajustes no elenco profissional para a sequência da temporada. Assim, o superintendente de futebol Durval Lara Ribeiro também se afasta do dia a dia do departamento de futebol profissional.

As medi,das, aqui anunciadas, visam oxigenar o nosso departamento de futebol e assegurar uma retomada nos resultados que a torcida espera e merece. Sabemos da luta de todos para recolocarmos o Paraná Clube na Série A e esta diretoria seguirá não medindo esforços na busca por este objetivo. Restam pouco mais de cinco meses para o encerramento da temporada. Serão, até novembro, trinta jogos, trinta decisões.

Contamos com você, torcedor paranista, para seguirmos nessa caminhada, sem perder o foco, mas efetuando correções de rota, sempre que julguemos necessário.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

19 Comentários em "Após crise, Claudinei Oliveira é demitido do Paraná Clube"


coxa sempre! piada
coxa sempre! piada
2 anos 6 meses atrás

DÓ….

PAQUITAS BEIJOQUEIRAS E GALINHAS COLORIDAS INVEJOSAS
PAQUITAS BEIJOQUEIRAS E GALINHAS COLORIDAS INVEJOSAS
2 anos 6 meses atrás

O PARANA VAI ACABARRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

RENATO G.DOS SANTOS
RENATO G.DOS SANTOS
2 anos 6 meses atrás

Mandaram o Claudinei embora ,concordo plenamente e nem sei porque trouxeram esse cara de volta. No Funcap foi a mesma m.e.r.d.a de treinador e chutaram a buzanfa dele bem cedo.

jose silva
jose silva
2 anos 6 meses atrás

TROCA TÉCNICO, TROCA DIRETORIA, TROCA PROMOÇÃO E O PROBLEMA CONTINUA, SÓ NÃO ENXERGA QUEM NÃO QUER, TIME SEM TORCIDA NO ESTÁDIO É A VERGONHA DE SEMPRE, QUANTAS TESTEMUNHAS VÃO HOJE ????? os mesmos de semPRe e a preço de banana

jose silva
jose silva
2 anos 6 meses atrás

A IMPRENSA E A DIRETORIA NÃO ASSUMEM QUE O MAIOR PROBLEMA DO PARANAZINHO ESTÁ NA TORCIDINHA QUE NUNCA AJUDA, VIVE MENDINGANDO INGRESSO BARATO E COM INGRESSO A PREÇO DE BANANA O TIME TENDE A SER FRACO. APENAS ESSE O PROBLEMA DO PARANAZINHO, SIMPLES

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas