Querendo deixar para trás qualquer indisposição com a torcida, o atacante Andrey vai focar seus esforços em ajudar o Paraná Clube dentro de campo. Depois de ser afastado do time na goleada por 4×1 sobre o Cascavel CR, válido pela quarta rodada da Taça Dirceu Krüger, o jogador voltou aos treinamentos com o grupo.

A ausência do jogador no confronto teve o objetivo de preservá-lo, já que estava recebendo ameaças – inclusive de morte – depois que um perfil de torcedores divulgou uma foto do atleta quando tinha 11 anos vestindo a camisa do Athletico.

+ Leia também: Semifinais da Taça Dirceu Krüger estão ameaçadas

Segundo uma pessoa ligada ao jogador, que preferiu não se identificar para evitar qualquer represália, foram mais de mil mensagens ofensivas ao camisa 7, nas redes sociais e no whatsapp, algumas, inclusive, de tom extremamente ofensivo e chegando a ameaças à integridade física de Andrey e de sua família.

O representante do atleta se mostrou indignado pelo fato de o número de telefone pessoal do atacante ter sido divulgado para a torcida com o objetivo de que intimidações fossem feitas. Ele contou que o jovem de 18 anos chegou a ficar com medo do que poderia acontecer a ele e seus familiares.

+ Mais na Tribuna: Antes fonte de arrecadação, setor social é visto como problema pela torcida

O Paraná Clube, por meio de sua assessoria de imprensa, enfatizou que o afastamento do jogador na última partida se deu unicamente com o objetivo de resguardar o atleta.

“O afastamento do Andrey do jogo passado foi algo alinhado entre clube, atleta e seu representante. Uma forma de preservá-lo naquele instante. Agora já está integrado normalmente aos treinos e à disposição da comissão técnica”, esclareceu a nota.

+ Viu essa? Vai ter bate-chapa na eleição presidencial da FPF

Após a vitória em cima do Cascavel CR, o técnico Dado Cavalcanti também falou sobre o jogador e comentou que iria voltar a contar com ele apenas se isso não representasse nenhum risco ao jogador. Sem dar detalhes sobre o motivo do provisório desligamento, o comandante usou o termo “decisão administrativa”.

“Sobre o Andrey, vamos aguardar. Não vou cometer nenhum deslize. Já conversei e ele está muito ciente. Vamos ver a próxima semana como vai ser”, detalhou o treinador, na ocasião.

+ Confira a classificação completa e a tabela de jogos da Taça Dirceu Krüger

Após a publicação da matéria na Tribuna do Paraná em que o real motivo do afastamento foi esclarecido, Andrey recebeu a repercussão do caso de forma muito positiva. O jogador ficou feliz em saber que muitos torcedores paranistas o apoiaram e que nenhum boletim de ocorrência foi feito em respeito àqueles que demonstraram suporte a ele.

“Ele se sentiu muito contente com as manifestações de apoio que recebeu e agora quer pensar somente em ajudar o Paraná”, explicou a pessoa próxima a ele.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!