Canindé é a esperança Tricolor.

Embalado pela vitória no clássico e com a estréia de Canindé, o Paraná Clube busca hoje a sua primeira vitória fora de casa – às 18h, no Pacaembu – frente ao Corinthians. O jogo coloca frente a frente equipes que ficaram muito tempo sem vencer na competição, mas que superaram seus “traumas” e conseguiram resultados positivos na última rodada. O tricolor se preparou para encarar uma forte pressão do adversário e o técnico Gilson Kleina aposta no “congestionamento” do meio-de-campo para surpreender a equipe de Tite.

Foram dois meses de espera, mas finalmente Canindé entra em campo com a camisa do Paraná. Destaque do campeonato paulista – foi vice pelo Paulista de Jundiaí – o meia teve seus direitos federativos adquiridos pelo empresário Sérgio Malucelli, parceiro do tricolor. Só que a vinda do atleta foi dificultada pelos dirigentes do clube paulista, o que acabou se transformando num grande imbróglio. Registrado e com menos de uma semana de trabalho no novo clube, Canindé é a esperança de gols para uma equipe que tem vivido da eficiência de zagueiros e volantes na finalização de jogadas.

“Vou sentir um pouco a falta de ritmo e de entrosamento. Mas, a vontade supera tudo”, avisou Canindé. O meia fez somente um treino em conjunto com a equipe, ontem pela manhã. Gilson Kleina, por isso, intensificou o trabalho tático, buscando a adaptação de Canindé à nova função. Ele será o meia mais avançado da equipe, com liberdade para a aproximação a Galvão. “Liberdade, mas com responsabilidade, pois também tenho que ajudar na marcação, segurando os zagueiros adversários”, comentou.

A lição foi tirada do jogo passado, quando o Paraná imprimiu um forte bloqueio ao Atlético, com a participação de todos (inclusive o centroavante Galvão) e com a posse de bola o time conseguiu jogar. “É esse equilíbrio que faz a diferença. Só marcar, não adianta, pois um deslize compromete todo o esquema. O segredo é marcar, mas ter velocidade e qualidade de passe quando recuperarmos a bola”, alertou o volante Beto, que volta ao time. Estas são únicas alterações na equipe.

Com três articuladores ocupando o meio-de-campo – composto ainda por dois volantes – Kleina quer precisão na saída de bola. “Temos jogadores de qualidade neste fundamento. A partir da nossa zaga, onde o Gélson faz muito bem essa transição”, comentou o treinador. O zagueiro não participou do treino de ontem pela manhã, com dores musculares, mas sua presença foi confirmada pela comissão técnica. Gilson deu ênfase, mais uma vez, às cobranças de faltas e escanteios.

O time melhorou muito o seu aproveitamento em lances de bola parada e foi numa jogada assim que venceu o clássico.

Sabendo que “olheiros” do Corinthians estiveram no Pinheirão, no jogo de quarta-feira, o técnico teve o cuidado de trabalhar novas variações, sempre com Cláudio, Fernando e Marcel. A partir do jogo de hoje, o Paraná também conta com mais um batedor de faltas. Canindé mostrou que está com a pontaria afinada e preparado para dar “vida” ao ataque paranista. “Ele tem um toque muito refinado e isso vai dar uma nova dinâmica ao time”, confia Gilson Kleina.

Corinthians tem Wendel de volta

São Paulo

– No treino de ontem, realizado no Parque São Jorge, o técnico Tite confirmou a volta de Wendel ao time titular. O jogador entra na vaga de Váldson, que levou o terceiro cartão amarelo contra o Coritiba e cumprirá automática.

No entanto, o volante/zagueiro não fará a mesma função do companheiro suspenso. “Vou jogar na posição do Betão e ele passa a ficar com a sobra como faz o Váldson”, explicou Wendel.

O jogador já atuou dessa forma na partida de estréia de Tite no comando corintiano. Por isso, o atleta acredita que não terá dificuldades. “Contra o São Paulo joguei assim e acredito que não haverá qualquer problema”.

O comandante alvinegro também confirmou a presença de Marcelo Ramos no time. Sem marcar há quase dois meses, o treinador declarou que confia no atacante. A suspeita quanto à substituição do atleta surgiu porque ele não participou do treino tático na manhã de ontem.

“Ele (Marcelo Ramos) foi poupado, mas vai para o jogo”, garantiu o treinador.

CAMPEONATO BRASILEIRO
14ª RODADA
SÚMULA
Local: Pacaembu (São Paulo).
Horário: 18h.
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS).
Assistentes: Marcos Viana Ibanez (RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS).

CORINTHIANS x PARANÁ CLUBE

CORINTHIANS
Fábio Costa; Anderson, Betão e Wendel; Rosinei, Fabinho, Rogério, Fábio Baiano e Zé Carlos; Gil e Marcelo Ramos. Técnico: Tite.

PARANÁ
Flávio; Cláudio, Fernando Lombardi, Gélson Baresi e Edinho; Axel, Beto, Fernando e Marcel; Canindé e Galvão. Técnico: Gilson Kleina.