Rio de Janeiro – O Comitê Organizador dos Jogos Pan-americanos (CO-RIO) confirmou que dois atletas cubanos que integram a equipe de boxe estão desaparecidos desde sábado (21), quando teriam saído da Vila Pan-Americana. De acordo com o Co-RIO, a delegação cubana comunicou oficialmente o sumiço dos dois atletas.

Os cubanos Guillermo Rigondeaux e Erislandi Lara deveriam ter lutado neste domingo (22) na competição de boxe, na Arena do Riocentro, mas não apareceram para a pesagem e foram eliminados. Ainda não há confirmações da delegação cubana ou da organização do Pan sobre o motivo do desaparecimento, mas não é a primeira vez que atletas cubanos abandonam a delegação durante competições internacionais.

No Pan-Americano de Winnipeg, em 1999, no Canadá, cerca de 13 atletas cubanos de várias modalidades largaram a delegação e não retornaram a Cuba. No ano passado, durante uma competição de boxe, na Venezuela, três boxeadores não voltaram ao país. Odlanier Solís, Yan Barthelemy e Yuriorkis Gaboa abandonaram a delegação, e foram lutar profissionalmente na Alemanha.