enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Moura diz que sai em 2004

  • Por Gisele Rech
Onaireves diz que quer
voltar para a arquibancada.

Após dezoito anos à frente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), o presidente Onaireves Moura deve deixar o camando da entidade. Ao contrário de outras oportunidades, em que ele dizia que só sairia da FPF quando queria, agora ele admitiu que não concorrerá à reeleição do cargo, prevista para abril do ano que vem. A revelação foi feita em uma entrevista ao site www.futebolpr.com.br, ontem à noite.

Segundo Moura, o projeto feito por ele ao assumir a entidade, em 85, está cumprido. “Não chegou a 100%, mas pelo 95% do que eu pensava para a federação consegui realizar”, diz o dirigente, que prefere não falar, por hora, em candidato à sucessão. “Não é o momento. Vamos esperar o balanço do ano, que sairá em janeiro, para pensarmos em como se dará a transição”.

Moura comemorou o resultado do campeonato paranaense deste ano, que teve Coritiba e Paranavaí disputando o título, que ficou no Alto da Glória. “Isso prova que hoje o interior não é tão fraco nem a capital é tão forte. Esse campeonato mostrou que se as equipes do interior se organizaram, podem chegar ao título e as equipes da capital também vão precisar se reestruturar para o campeonato paranaense de 2004. Duas delas não têm direito assegurado na Copa do Brasil por terem ficado fora das semifinais do campeonato (Atlético e Paraná). Os clubes têm que entender que a porta de entrada da Copa do Brasil é o campeonato paranaense.”

Sobre a expectativa em relação ao campeonato brasileiro, Moura acredita que o paranaense serviu para os clubes testarem as equipes e constatarem as deficiências. “Os clubes tiveram oportunidade de observar os jogadores e prepará-los para uma competição mais forte. E puderam constatar que peças serão necessaária para tornar os time competitivos.”

Quando perguntado sobre o seu futuro, principalmente se poderia disputar as eleições pelo Atlético – ele foi bicampeão estadual em 82/83 – o presidente da FPF desconversa. “Quero voltar para as arquibancadas. Meu futuro é pegar muito lambari”. Sobre as últimas eleições, quando não conseguiu se eleger deputado estadual, Moura alfinetou: “entrei para evitar que o senador que foi contra o futebol se elegesse”, numa clara alusão a Alvaro Dias. “Nisso fui vencedor”.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas