O meio-campista Jean Mota, provável substituto do meia Lucas Lima (lesionado) no Santos, comemorou a chance de voltar à equipe titular no clássico contra o Palmeiras, neste sábado, às 19 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador, que já atuou improvisado na lateral esquerda nesta temporada, projeta ter uma sequência de jogos na sua posição de origem para conquistar a titularidade na equipe santista.

“Acho que como tive mais sequencia de lateral, é difícil ter que provar em jogo, como venho fazendo, entrando em um jogo ou outro. Tendo uma sequência, é melhor para mostrar seu trabalho. Um jogo não vai mostrar se você tem condições de substituir o Lucas Lima ou não. Espero ter essa sequência e aproveitar da melhor maneira para que, caso o Lucas Lima venha a sair, possa estar preparado para substituí-lo”, declarou o atleta em entrevista coletiva nesta terça-feira no CT Rei Pelé, em Santos.

Jean Mota revelou que o grupo santista ainda acredita na conquista do título, apesar da desvantagem de 10 pontos em relação ao líder Corinthians (54 a 44). O meio-campista entende que, se a equipe – vice-líder da competição – mantiver a invencibilidade nos 13 jogos restantes no Nacional, conforme projetou o técnico Levir Culpi, terá uma chance de passar o rival.

“Acreditamos (no título). Tem 39 pontos para ser disputados. Vamos dar o nosso melhor. A diferença é grande, mas o Corinthians não vive um bom momento. Só temos o Brasileiro, mas temos que pensar jogo após jogo. Não adianta pensar lá na frente porque as coisas não vão acontecer. O Levir (Culpi) deu essa meta para a gente. Se conseguirmos manter esses jogos invictos, temos totais condições de conquistar o título”, destacou.

Para o clássico contra o Palmeiras, Jean Mota prevê uma partida difícil, especialmente pela boa fase do adversário e o apoio total de seus torcedores, porque o clássico terá torcida única. Mas o atleta confia no retrospecto do time santista em jogos contra os rivais paulistas neste Brasileirão sob o comando de Levir Culpi – foram três vitórias em três duelos disputados.

“Clássico é um jogo muito difícil, diferente, decidido nos detalhes. Viemos de três vitórias em clássicos, mas sabemos que na Arena será muito difícil. Vamos entrar focados para conquistar a vitória. Eles ganharam no final de semana, ficaram um ponto atrás (do Santos na tabela). Para nós, é um jogo chave”, analisou Jean Mota.

O elenco santista se reapresentou nesta terça-feira e realizou um treinamento de aprimoramento físico. O meia Léo Cittadini, que sentia dores no ombro, participou normalmente das atividades. O volante Renato (contundido) ainda é dúvida para o clássico contra o Palmeiras.