O volante Felipe Melo, do Palmeiras, foi suspenso nesta terça-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A pena será de uma partida, como punição a ofensas ao árbitro Wilton Pereira Sampaio depois da partida com o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, no Mineirão. O jogo eliminou o time paulista da competição e foi o último dele pelo clube.

A Segunda Comissão Disciplinar do STJD julgou nesta terça Felipe Melo por ter criticado o árbitro. “Sabe o que está acontecendo? Ficaram a semana toda falando besteira aí. Aí botaram esse caseiro aí. No fim de tudo, ficaram cinco minutos para bater uma falta e esse caseiro não faz nada. Parabéns para ele”, disse o jogador em entrevista ao canal Sportv.

Após a entrevista, a Associação nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) ofereceu denúncia e o jogador foi a julgamento. Inicialmente enquadrado no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de ofensa, a defesa apresentada pelo Palmeiras rebaixou o caso para artigo 258, sobre desrespeito. Com isso, reduziu a punição de seis partidas para somente uma.

A suspensão, no entanto, não será sentida pelo Palmeiras. O jogador já foi afastado do elenco pela diretoria e pelo técnico Cuca depois de desavenças e do vazamento de um áudio com críticas ao treinador. O volante tem treinado em separado dos demais companheiros, enquanto aguarda propostas de outros times para uma possível transferência.