O Inter inaugurou nesta sexta-feira o Memorial Fernandão Eterno, em homenagem ao ex-atacante que morreu em junho e é um dos maiores ídolos da história do clube. O espaço fica dentro do Beira-Rio, para visitação dos torcedores e dos fãs durante os jogos no estádio.

Fernandão morreu no dia 7 de junho, após sofrer um acidente de helicóptero no interior de Goiás. Ele tinha 36 anos e estava começando a carreira de comentarista de futebol na TV, depois de brilhar por muito tempo nos gramados, principalmente com a camisa do Inter.

Na época da morte, torcedores deixaram voluntariamente diversas mensagens e homenagens a Fernandão num dos portões do Beira-Rio. Todo esse material foi transportado para o Memorial inaugurado agora. O local ainda tem a camisa e chuteiras originais utilizadas por ele na vitória sobre o Barcelona, que deu o título mundial ao Inter em 2006.

“Se eu ficar olhando muito, eu choro. Achei linda a homenagem, como todas que estão sendo feitas. Não tenho palavras para agradecer. Tenho certeza que ele está vendo tudo isso e deve estar muito feliz”, comentou Fernanda Costa, viúva de Fernandão, que estava presente na inauguração do Memorial.

Além do Memorial, o Inter prepara uma estátua em tamanho real de Fernandão, que ficará colocada na área externa do Beira-Rio. A obra será inaugurada no dia 17 de dezembro, justamente a data que o clube gaúcho derrotou o Barcelona na final do Mundial no Japão.