Ainda buscando o título inédito da Liga dos Campeões, o Chelsea chegou como favorito para o confronto desta terça-feira contra a Inter de Milão, no Stamford Bridge. Mas o time italiano ignorou o fato de jogar fora de casa e conquistou mais uma vitória sobre a equipe inglesa. Após vencer por 2 a 1 em Milão, a Inter ganhou por 1 a 0, eliminou o rival e se classificou às quartas de final.

A vitória também foi significativa para o técnico português José Mourinho, que se reencontrou com a torcida do Chelsea. Ele treinou o clube entre 2004 e 2007 e foi bicampeão inglês. Além disso, a Inter não avançava além das oitavas desde 2006. Na Liga dos Campeões, o time briga pelo tão sonhado terceiro título, já que venceu a competição pela última vez apenas em 1965.

O Chelsea chegou para o jogo desta terça credenciado pela segunda melhor campanha da primeira fase, na qual terminou invicto. Precisando de uma vitória simples, por 1 a 0, o técnico italiano Carlo Ancelotti mandou sua equipe à frente desde o início. Os primeiros minutos, inclusive, foram quentes no Stamford Bridge. Dentre algumas confusões, o atacante marfinense Drogba e o zagueiro brasileiro Lúcio foram os que mais se estranharam.

Enquanto o árbitro evitava mostrar cartões amarelos e apenas advertia os jogadores verbalmente, os lances mais ríspidos continuaram durante o primeiro tempo, que foi de poucas chances de gol para os dois lados. Além de Lúcio, a Inter ainda tinha os brasileiros Júlio César, Maicon e Thiago Motta em campo. Pelo Chelsea, o zagueiro Alex começou jogando e Belletti ficou no banco.

No segundo tempo, o time inglês voltou melhor. O Chelsea continuava tendo mais posse de bola, mas tinha dificuldades para chegar ao gol de Júlio César e ainda dava a opção do contra-ataque para a Inter. E foi assim que o camaronês Eto’o decretou a vitória dos visitantes, aos 33 minutos, quando recebeu lançamento do holandês Sneijder e tocou na saída do goleiro Turnbull.

Com o gol de Eto’o, o Chelsea precisaria marcar duas vezes para levar o jogo à prorrogação. O time inglês, porém, já parecia sem forças para buscar a virada quando Drogba foi expulso, aos 41 minutos, e encerrou as chances de reação dos anfitriões. O atacante pisou em Thiago Motta e levou o vermelho direto.

Agora, a Inter de Milão espera pelo sorteio desta sexta-feira para conhecer o seu próximo adversário na Liga dos Campeões.