Atibaia – O técnico Gallo assumiu toda a responsabilidade pela escalação do Santos, formada praticamente de reservas, na partida contra o União São João. O jogo terminou empatado por 2 a 2 e determinou o fim das chances da equipe da Vila Belmiro ser campeã paulista, para frustração de muitos torcedores. ?Sobre a opção na escalação, a responsabilidade foi exclusivamente minha?, confirmou o treinador após o treino de ontem, em Atibaia.

?O time que entrou em campo jogou para ganhar e tudo estava dando certo até aos 47 minutos do segundo tempo?, lamentou. Os jogadores souberam da decisão do treinador na concentração, em Araras.

Gallo não isentou o goleiro Mauro da responsabilidade pelo resultado.

?Infelizmente foi uma falha individual que acabou atrapalhando o coletivo?, disse o treinador. O jogador assumiu a culpa. ?Infelizmente foram dois erros imperdoáveis. É coisa que acontece?, avaliou Mauro.

Gallo não escondeu que está avaliando a possibilidade de escalar Henao para o clássico contra o São Paulo. Segundo o treinador, o goleiro vem se destacando nos treinos. ?Alguns jogadores conseguem se recuperar dentro de um momento ruim mas se isso não acontece é preciso uma mudança.?

O treinador santista disse que ainda não decidiu qual será o time que deverá enfrentar o São Paulo em Mogi Mirim. ?Ainda vou definir. Vai depender do planejamento físico dos jogadores?, disse o treinador.

Entre os atletas, ninguém admitiu a frustração de jogar contra o São Paulo sem chances de lutar pelo título Paulista. ?Temos de analisar todos os lados. O Santos perdeu muitos jogos contra times pequenos ao longo do campeonato e foi por isso que ficou de fora da disputa do título?, avaliou o volante Fabinho, que já está recuperado da cirurgia no joelho e participou dos treinos de ontem, que contaram com a presença do atacante Robinho e do meia Ricardinho.

?O Santos priorizou a competição mais importante e a que temos mais chances de sermos campeões?, complementou o volante Zé Elias, também recuperado de cirurgia no joelho e já reintegrado às atividades do time.

Robinho

O atacante Robinho não escondeu que preferia jogar o clássico contra o São Paulo em Santos ao invés de disputar a partida em Mogi Mirim.

?Pessoalmente acho que a Vila Belmiro é nosso estádio, nosso alçapão e a gente deveria jogar lá. Infelizmente o nosso presidente decidiu levar o jogo para Mogi, mas também já ganhamos lá?, criticou o astro do Santos.

O técnico Gallo aprovou a decisão da diretoria de levar o jogo para o interior. ?Mogi Mirim é uma cidade que tem boa estrutura e o estádio tem um bom gramado. Além disso, o Santos já jogou lá no Campeonato Paulista e ganhamos várias partidas?, complementou o treinador santista.