Dono de uma média de público irrisória neste início de temporada, o Fluminense já tem programado o seu primeiro jogo no Estádio Giulite Coutinho, mais conhecido como estádio de Edson Passos, em Mesquita (RJ). A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou que será lá o duelo de volta contra o Criciúma pela terceira fase da Copa do Brasil, no próximo dia 15, quarta-feira. A ida, em Santa Catarina, será nesta quarta.

Casa do Fluminense durante a maior parte do Brasileirão do ano passado, o Giulite Coutinho teve suas arquibancadas danificadas por uma forte chuva no primeiro dia do ano. O América-RJ, dono do estádio, com o apoio do Fluminense, levou dois meses para conseguir deixar o estádio novamente pronto para receber uma partida de futebol.

Liberado para 12.159 lugares, o estádio pode ser utilizado no Campeonato Carioca, na Copa do Brasil e também no Brasileirão, uma vez que os clubes aprovaram a redução na capacidade mínima para a Série A, de 15 mil para 12 mil pessoas.

Depois de jogar contra o Criciúma no Giulite Coutinho no dia 15, o Fluminense voltará ao estádio no dia 19, domingo, para a segunda rodada da Taça Rio, contra o Nova Iguaçu.

Até aqui, o Fluminense fez quatro jogos como mandante no ano, sem contar os clássicos do Campeonato Carioca. Recebeu o Criciúma em Juiz de Fora pela Copa da Primeira Liga, Volta Redonda e Resende em Moça Bonita, estádio do Bangu, e sediou o confronto contra o próprio Bangu no Los Larios, em Xerém. Nessas partidas, atraiu uma média de pouco mais de 2 mil pagantes.