Rio de Janeiro – No dia seguinte à conquista da Taça Guanabara, o Flamengo já começou a pensar no segundo turno do campeonato carioca. A vitória de sábado sobre o Fluminense, por 3 a 2, faz parte do passado. Enquanto os jogadores ganham folga até amanhã, quando retornam aos treinos, comissão técnica e diretoria trabalham para reforçar o elenco. Até o momento, dois atletas foram contratados: o lateral-direito Reginaldo Araújo, ex-Coritiba, e o volante Douglas Silva, que estava no Guarani.

Mas o Flamengo não vai abandonar a prática que o consagrou no passado e que voltou a fazer sucesso: a de revelar jogadores. Esta foi uma das promessas do presidente Márcio Braga ao assumir o cargo no início do ano.

Do grupo que atuou na final da Taça Guanabara, sete jogadores foram formados nas divisões de base do clube. O destaque ficou para o volante Ibson, que não era titular, mas acabou ganhando a vaga com boas atuações durante o campeonato.

A partir de agora, o técnico Abel Braga e o diretor-técnico Júnior terão uma dura missão: evitar a empolgação dos jogadores mais jovens e uma possível queda de rendimento do time no segundo turno. Afinal, o Flamengo já está garantido na grande decisão do carioca.

“Vamos conversar com todos eles para evitar que esta conquista surta algum tipo de efeito negativo”, disse Júnior.

Fluminense

O Carnaval deste ano não será tão bom para os jogadores do Flu como em anos anteriores. Além da perda do título da Taça Guanabara para o Flamengo, na tarde de sábado, eles continuam enfrentando problemas com contusões. Roger deixou o clássico reclamando de dores na panturrilha esquerda, enquanto o volante Marcão sofreu uma pancada no punho direito e deve ficar dois meses parado. E Ramon, Romário e Edmundo ainda não estão 100% fisicamente.

No segundo turno, o técnico Valdyr Espinosa terá muito trabalho.