O Comitê Executivo da Fifa terá uma mulher como um dos seus membros pela vez na sua história. Nesta terça-feira, a entidade anunciou que Lydia Nsekera, presidente da Associação de Futebol do Burundi, será integrada oficialmente ao comitê nesta semana, durante o Congresso da Fifa, em Budapeste, na Hungria.

A eleição formal do assento feminino do Comitê Executivo da Fifa será realizado em 2013, quando o novo estatuto da entidade entrará em vigor. E a Fifa lembrou que a decisão de nomear uma mulher para o comitê atende à proposta feita por Joseph Blatter no ano passado. Nsekera já fazia parte do Comitê de Futebol Feminino, da Copa do Mundo Feminina e do Comitê Organizador dos Torneios Olímpicos de Futebol.

Nesta terça-feira, a Fifa também confirmou que o seu comitê de ética está sendo reestruturado com um novo sistema que vai dividi-lo em duas partes. Assim, um irá investigar casos, enquanto o outro será o responsável por julgá-los.

Porém, a expectativa era que de os presidentes dos respectivos comitês fossem anunciados pela Fifa ainda nesta terça-feira. A entidade, no entanto, adiou a revelação dos nomes porque um dos candidatos está doente.