O meia Felipe Menezes foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira como novo reforço do Palmeiras na Academia de Futebol e classificou como um “privilégio” a oportunidade que está tendo de recomeçar a sua carreira, como avaliou ele, após uma passagem ruim pelo Sport.

“Começar em clube como o Palmeiras é um privilégio. Na carreira de jogador, tem essas coisas, tentarei fazer o melhor possível aqui. Quando tive sequência no Botafogo, eu me firmei na equipe. É uma grande oportunidade e lutarei para aproveitá-la”, afirmou o jogador, que vestirá a camisa de número 40 no Palmeiras.

Felipe Menezes estava no Sport, cedido por empréstimo pelo Benfica, mas deixou o clube pernambucano em maio. Depois, rescindiu seu contrato com o time português para agora assinar com o Palmeiras por três anos. Sem ritmo de jogo, o meia avaliou que precisa de mais duas semanas de treinamentos para ficar à disposição do técnico Gilson Kleina.

“Deve demorar uns 15 dias (para estar apto a jogar). É um planejamento da comissão técnica para eu poder ir aos jogos. Tive um período de 30 dias sem competir, só fiz musculação”, contou o meia, de 25 anos, que defendeu Goiás, Paulista, Botafogo, Benfica e Sport na sua carreira. “Tive grandes momentos no Goiás e Botafogo e quero repetir isso”, completou.

Na sua apresentação, Felipe Menezes explicou qual é o seu estilo de jogo e avaliou atuar de forma diferente dos meias Valdivia e Mendieta, que devem ser seus concorrentes na disputa por uma vaga de titular. “Vou lutar muito, mas é claro que vai depender do que o Kleina vai querer. Sou mais um cara de passe. Espero que minhas características se encaixem. Estou muito animado”, afirmou. “Gosto de jogar centralizado, próximo dos atacantes para fazer o último passe”, completou.