Atual campeã mundial, a seleção norte-americana feminina de basquete deu nesta sexta-feira, em Istambul, mais um importante passo em busca do bicampeonato. Confirmou o favoritismo diante da França e ganhou por 94 a 72, garantindo a classificação para a semifinal do Mundial, quando enfrentará a Austrália. A outra finalista também será conhecida neste sábado, no confronto entre a anfitriã Turquia e a Espanha.

Maior potência do basquete feminino mundial, os Estados Unidos conquistaram o ouro olímpico nas cinco últimas edições dos Jogos. E contam com o principal do campeonato do planeta, a WNBA, que reúne as jogadoras mais importantes da atualidade. Assim, levaram uma seleção fortíssima para a Turquia, mantendo uma campanha invicta até agora.

Nesta sexta-feira, os Estados Unidos eliminaram a França, que tinha sido algoz do Brasil na fase anterior do campeonato. Foi uma vingança para as norte-americanas, após a rara derrota que sofreram num amistoso de preparação para o Mundial, diante das francesas, no dia 21 de setembro. Dessa vez, a vitória foi tranquila para os EUA.

Além dos Estados Unidos, os outros três semifinalistas estão invictos no campeonato, depois de terem liderado seus grupos na primeira fase. A adversária das norte-americanas na semifinal neste sábado será a Austrália, que passou nas quartas de final pelo Canadá, ao ganhar por 63 a 52, também nesta sexta-feira, em Istambul.

Os outros dois jogos das quartas de final foram disputados nesta sexta-feira em Istambul. A Espanha derrotou a China por 71 a 55, enquanto a anfitriã Turquia venceu a Sérvia por 62 a 61. Assim, espanholas e turcas vão se enfrentar neste sábado, na mesma cidade, para ver quem vai para a decisão do título no domingo.