Estreando de maneira sensacional na Prova Especial Alfredo Sílvio Colle, o potro argentino Equinox assinalou 2?08″8 para os 2.000 metros, ficando a três décimos do recorde de Jack Grandi (5/6/98). Nikkey e Equinox assumiram as primeiras posições e seguiram até o final da curva, onde Equinox livrou maior vantagem e, na reta, não chegou a ser ameaçado por Sedosa, que cumprindo boa atuação terminou na segunda colocação. Chandon Moet, mais atrasado, chegou na terceira colocação, enquanto Nikkey terminou longe na última colocação. Algo de anormal ocorreu com o defensor do Haras Belmont.

Equinox é argentino, filho de Engrillado e Sinuija, que defendeu a farda do Beverly Hills Stud. Gladston Figueiredo Santos apresentou-o em grande forma, enquanto Ângelo Márcio Souza esteve muito bem em sua direção.

Provas complementares

Antes de apresentarmos considerações sobre as corridas complementares, desejamos destacar que o movimento de aposta foi fraco, especialmente porque os forfés enfraqueceram muito algumas provas.

Itaverá (J.Cardoso), do Stud Victor Petrochinski, venceu a prova de abertura da noite. Nerone di Bond correu na ponta, com Feito Vento e Itaverá nas posições imediatas. O favorito chegou a dar impressão de vitória, mas Itaverá atropelou junto à cerca interna e venceu a prova com autoridade. Feito Vento, sem corresponder, perdeu o segundo para Nerone di Bond,.

Cameroun (E.P.Santos), defendendo as cores do Stud Mandrake, sempre levado com esperanças, desencabulou na segunda prova. Apresentou-se sempre entre os primeiros, para derrotar Out Class em difícil final. Paradise Blue terminou na posição imediata.

Queen of Iron (E.Mendes), do Stud Taj-Mahal, venceu marcando a primeira e brilhante vitória do aprendiz Ezequiel Mendes. Na reta de chegada ficou sem passagem, mas insistindo junto à cerca interna, depois de dominar Paradise Blue, ganhou por meio corpo de Out Class, que formou a dupla.

Arrojão (Z.M.Rosa), do Stud J.Barros, que havia sido prejudicado na última, confirmou seu favoritismo, ganhando fácil de Marktony, que formou a dupla, apesar de muito prejudicado na reta oposta, com Manhattan atrasando-se para terceiro.

Kill Glory (F.Stinghen), defendendo as cores de Eduardo R. de Freitas Guimarães, ganhou o quinto páreo, sem ser ameaçado por Dear Gipsy Lark, que formou a dupla, com Kontinent atrasando-se para terceiro depois de dar impressão de vitória.

Eternal Faust (F.Stinghen), do Stud Dueto, surpreendeu com pule de 10,60. Xique Maria, que correu na ponta, atrasou-se para terceiro, sendo suplantada por Eternal Faust, que venceu fácil, com Frozen na segunda colocação.

Tac do Run (O.O.Pereira), do Haras Monte Castelo, confirmou seu favoritismo, mas só no final dominou o ligeiro Misbroto, que esmorecendo perdeu o segundo para Untory, que não chegou a ameaçar o vencedor.

Lenita (O.H.Ribeiro) marcou a segunda vitória do Haras Ponta Porã. Apresentou-se sempre com destaque, cruzando o disco com seis corpos na frente de Jabaculê, que formou a dupla, deixando Like a Smile na terceira posição.