O Palmeiras não terá nas quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Novorizontino, importantes pilares do time na conquista do Campeonato Brasileiro do ano passado. As suspensões de Zé Roberto e Vitor Hugo, mais a impossibilidade de usar o Allianz Parque, porém, não desanimam o técnico Eduardo Baptista, que garante não ver essas condições como grandes obstáculos.

Nesta quarta-feira, em Campinas, o time perdeu para a Ponte Preta por 1 a 0 no encerramento da primeira fase e teve como principal saldo negativo ver Zé Roberto expulso e Vitor Hugo receber o terceiro cartão amarelo. Os dois vão cumprir suspensão no primeiro jogo das quartas de final, no próximo fim de semana, diante do Novorizontino, fora de casa.

Baptista disse não estar preocupado com estas baixas porque confia nos substitutos. “A gente tem um grande elenco. O Egídio vem bem, pode entrar no lugar do Zé Roberto. O Mina também vai voltar da seleção colombiana para ajudar a zaga, assim como o Antônio Carlos é uma boa opção”, disse o treinador na entrevista coletiva.

Os dois suspensos voltam à equipe na partida de volta das quartas de final, marcada para o fim de semana seguinte. O jogo terá de ser transferido do Allianz Parque para o Pacaembu, pois a arena palmeirense passará por uma troca completa do gramado porque dias antes vai receber três noites de shows. Duas delas são com o cantor norte-americano Justin Bieber e outra do inglês Elton John.

“A gente gosta da arena. Estamos habituados. Mas o Pacaembu vai estar lotado e o torcedor do Palmeiras vai empurrar o time. A torcida também é muito importante para esse segundo jogo das quartas de final”, afirmou o treinador. A equipe volta à arena no dia 12 de abril, para enfrentar o Peñarol, pela fase de grupos da Copa Libertadores.