Campeã olímpica em casa, nos Jogos do Rio-2016, a judoca Rafaela Silva mira um grande objetivo para esta temporada de 2017: a medalha de ouro no Mundial, que será em Budapeste, na Hungria, de 28 de agosto a 3 de setembro. Para isso, um período intenso de treinamentos, que começou no último dia 8, está sendo finalizado nas cidades de Tóquio e Hamamatsu, no Japão.

Rafaela Silva está no país oriental, onde acontecerá a Olimpíada de 2020, junto com a seleção brasileira. Os judocas voltarão ao Brasil nesta quinta-feira e aprovaram os treinos realizados no berço da modalidade.

“É sempre bom integrar a seleção brasileira em treinamentos internacionais. Entrar em contato com a cultura japonesa, que será casa da próxima disputa olímpica, é muito importante. Tivemos duas semanas intensas de treinos e isso nos deixa ainda mais preparados para as próximas competições que iremos encarar”, disse Rafaela Silva.

Atual vice-líder do ranking mundial na categoria até 57kg com 2.846 pontos, contra 3.030 da japonesa Tsukasa Yoshida, a brasileira sabe do peso de entrar em uma competição da magnitude de um Mundial após a conquista do ouro olímpico no Rio. Desta forma, nada melhor do que treinos para “aliviar essa pressão”.

“O Mundial é o objetivo principal dessa temporada, especialmente depois do título olímpico. Quero manter a boa sequência de resultados em grandes competições e tenho certeza que os treinos no Japão são uma ótima maneira de manter a forma e o foco para essa disputa. Ainda temos mais um mês de preparação intensa para chegarmos ainda mais fortes à Hungria” completou a judoca brasileira.