Rio – O técnico Carlos Alberto Parreira convocou ontem à tarde a seleção brasileira para o amistoso contra a Rússia, no dia 1.º de março, em Moscou. As novidades da lista são o zagueiro Cris, o lateral-direito Maicon e o atacante Fred.

O amistoso com a Rússia será um teste definitivo para Parreira fechar a lista dos 23 convocados da Copa. A partir daí, só uma contusão deve fazê-lo alterar o grupo que pretende levar para a Alemanha.

Por isso mesmo, a convocação de Fred indica que ele está na frente de Nilmar pela vaga de reserva no ataque – o favorito é Ricardo Oliveira, mas ainda se recupera de grave lesão. Já na lateral direita, Maicon foi chamado para substituir Cafu, que é nome certo na Copa, mas também está contundido.

No mais, Parreira indicou que Júlio César deve mesmo ser o terceiro goleiro do Brasil na Copa, atrás de Dida, o titular, e Marcos ou Rogério Ceni. Na lateral esquerda, Gustavo Nery também parece estar na frente da disputa com Gilberto para ser o reserva de Roberto Carlos.

Entre os zagueiros, Cris foi chamado porque Roque Júnior se recupera de contusão e tem chance de se juntar ao grupo que vai para a Alemanha. Já no meio-de-campo, o volante Edmílson parece ter reconquistado a confiança de Parreira depois de ficar muito tempo parado por causa da lesão no joelho.

Depois desse jogo em Moscou, a seleção brasileira só volta a se reunir para a Copa. Antes de seguir para a Alemanha, o grupo ficará concentrado na cidade suíça de Weggis, de 22 de maio a 4 de junho. E o mundial acontece de 9 de junho a 9 de julho – a estréia do Brasil será  em 13 de junho, contra  a Croácia, em Berlim.

Parreira: ?Copa  vai ser uma guerra?

Rio – Em entrevista coletiva no Rio, na tarde de ontem, após anunciar a convocação, Parreira disse que na Copa do Mundo a equipe precisará de espírito guerreiro para ser campeã.

?A Copa do Mundo vai ser uma guerra, apesar de eu não gostar de usar essa expressão para o esporte, mas será uma guerra, serão todos contra o Brasil e precisaremos ter espírito de guerreiros.?

O técnico fez questão de lembrar que apesar da ótima fase por que passa a seleção, isso não servirá para nada durante o mundial.

?Os resultados estão a nosso lado. Nada diz que será fundamental para ganhar a Copa, mas mostra que estamos no caminho certo.?

O caminho para o hexacampeonato não é o que Parreira gostaria de trilhar. Afirmou que gostaria de ter mais amistosos, um em fevereiro, outro em março e mais um em abril para ajustar a seleção, mas disse ser preciso cumprir o calendário e se dá por satisfeito por ter disputado as Eliminatórias e a Copa das Confederações para montar a base do time.

Mesmo dizendo já ter testado 83 jogadores, Parreira lembrou que só poderá levar 23 para a Copa e deixou claro o que serve de referência para suas convocações.

?Temos muito poucas dúvidas. Precisamos prever coisas que podem acontecer ou não, questões técnicas, cartões vermelhos, contusões. Precisamos de um time equilibrado e precisamos convocar pensando nessas diversas situações. Já testamos 83 jogadores, mas só podemos levar 23.?

Cafu

No dia 15 de maio será divulgada a lista final de convocação para a Copa e Parreira conta com Cafu.

?É difícil falar sobre o Cafu. Não dominamos a parte médica e física. Eu apostaria que o Cafu estará na nossa estréia. Tem 35 anos, mas tem uma saúde que eu jamais vi em outro jogador.?

Amanhã, no Rio, Cafu fará uma artroscopia no joelho direito.

O capitão do penta diz que terá uma rápida recuperação e que estará na Copa. ?Estarei bem no mundial porque jogarei menos partidas até lá do que outros jogadores. Isso me permitirá estar inteiro para a competição.?