Após um período de entrevistas, o Coritiba apressa o passo e pretende anunciar ainda esta semana o substituto de Paulo Jamelli na coordenação de futebol. O interino Dirceu Krüger está descartado para assumir o posto definitivamente apesar de continuar próximo do time principal mesmo estando à frente da base.

Por isso, após os diversos contatos e mais um ainda a ser feito, a ideia é ter o novo profissional o quanto antes para iniciar a montagem do elenco para o Brasileirão. Até aqui, vários nomes foram especulados, mas a direção não dá pistas dos pretendentes.

“Eu quero conversar com o Homero (Halila, diretor de futebol) sobre o assunto, mas não temos nada definido hoje (ontem)”, destaca o presidente Jair Cirino dos Santos. De acordo com ele, agora o clube está com pressa. “Temos pressa porque queremos ter esse profissional o quanto antes para participar na montagem do elenco”, aponta.

E quem poderia ser? “Fizemos mais entrevistas do que da outra vez, mas ainda temos mais um para entrevistarmos e por isso ainda não definimos”, avisa o dirigente. No entanto, o escolhido pode sair entre os que já foram entrevistados. “Tudo pode acontecer”, diz Cirino.

Ontem, por sinal, na reunião ordinária do conselho administrativo, esse seria um dos principais temas, mas sem o último entrevistado a tendência é que o anúncio fique para o final da semana.

A ideia dos dirigentes é trazer alguém com o perfil próximo ao de Jamelli. Não o que entrou em rota de colisão com o técnico Ivo Wortmann em vários pontos e ainda saiu tendo de explicar o envolvimento com um irmão, que é empresário. A direção coxa quer um ex-jogador que tenha rodagem pelo exterior, bons contatos e que esteja atualizado no futebol como o ex-coordenador.

No campo das especulações, fala-se que os candidatos estejam entre César Sampaio, Ademir Alcântara, Borba Filho, Antônio Carlos Zago e até Evair, mas este quer seguir na carreira de treinador e não assumir comando diretivo.

Entre as atribuições do novo dirigente estão a dispensa de jogadores, que não serão aproveitados, e a contratação de reforços solicitados pelo treinador. Em ano de centenário, o Alviverde quer ficar entre os quatro primeiros colocados para se garantir na Libertadores do ano que vem (possibilidade que pode acontecer também com a conquista da Copa do Brasil).