Após o árbitro decretar o fim do jogo em que o Coritiba foi derrotado por 1×0 para o Manaus, pela primeira fase da Copa do Brasil, uma confusão aconteceu na beira do gramado. Jogadores dos dois times partiram para a briga por conta da provocação do goleiro reserva do time manauara direcionada a Sassá.

Depois do episódio, o atacante Robson acalmou os ânimos, inclusive dos torcedores: “vamos colher ainda muitos frutos bons”.

O jogo que já estava ‘quente’, terminou em tumulto. Durante o tempo regulamentar, após provocações, pênalti perdido pelo Coxa e a expulsão de Panda, do Manaus, os jogadores saíram de campo com os ânimos exaltados.

O goleiro reserva dos Gaviões do Norte, Gleibson, foi até Sassá, que desperdiçou o pênalti que poderia ter dado a classificação ao Alviverde, e fez uma ‘sarrada’, a comemoração típica do atleta. O camisa 99 foi pra cima do arqueiro, mas jogadores das duas equipes tentaram afastar a briga, gerando muito tumulto.

Robson saiu em defesa do companheiro de time e tentou tranquilizar a torcida após a frustrante eliminação precoce da Copa do Brasil, a segunda consecutiva no primeiro jogo da disputa. Para ele, ainda há uma longa caminhada pela frente nesta temporada, já que o time conta com a confiança da diretoria.

“É normal. Quando as pessoas ganham, elas se exaltam e provocaram o Sassá, mas desejo boa sorte pra eles. Muitos times grandes caíram na primeira fase. Temos que dar os parabéns. O ano só começou, não fica nenhum efeito (pela eliminação). Vamos colher ainda muitos frutos bons”, finalizou.