De olho em 2020, o Coritiba tem três jogadores importantes que retornariam de empréstimo no final do ano: o goleiro Wilson, o volante Matheus Galdezani e o atacante Guilherme Parede. Do trio, contudo, apenas Wilson deve permanecer.

O goleiro, descontente com a reserva de Alex Muralha, aceitou a saída para o Atlético-MG durante a Série B, mas jogou apenas três jogos e sofreu nove gols pelo time mineiro na Série A. Ele não atua desde a metade de outubro e retorna ao fim do empréstimo. O arqueiro tem vínculo com o Coxa até o fim de 2020.

+ IMPERDÍVEL: Confira o podcast De Letra sobre os artilheiros do Trio de Ferro!

“O Wilson saiu por uma vontade dele. Nossa vontade não era que ele saísse, então ele é muito bem-vindo para retornar. Ele me mando uma mensagem após o acesso e disse que estamos o esperando aqui. Mas o torcedor precisa entender que se ele vai jogar ou não depende do técnico, não de mim”, explicou o presidente Samir Namur.

Matheus Galdezani retorna ao Coritiba em 2020, mas permanência não é certa. Foto: Albari Rosa.

Galdezani e Parede, emprestados ao Internacional, possuem cenários diferentes. O meio-campista rompeu o ligamento do joelho em janeiro, passou por cirurgia e está treinando desde agosto, mas não entrou em campo. Ele tem contrato com o time do Alto da Glória até o final de 2021 e se reapresentará em janeiro, mas com futuro indefinido.

“O Galdezani volta do empréstimo e aí não sabemos ainda (se fica ou se será negociado). A comissão técnica é quem vai decidir, mas ele retorna do empréstimo para cá e depois vamos definir o futuro”, ressaltou o mandatário alviverde.

Já Parede ainda tem a chance de ser comprado em definitivo pelo Inter. O time gaúcho comprou 25% de seus direitos por R$ 1,5 milhão no começo desse ano e tem a prioridade de compra até o dia 15 de dezembro. Caso queira adquirir os 25% restantes pertencentes ao Coxa, o clube precisa desembolsar R$ 2,5 milhões. A outra metade dos direitos é do jogador e está avaliada em R$ 2 milhões. O atacante é vinculado ao Coritiba até o final de 2022.

+ Jorginho e Pastana ainda não estão garantidos no Coxa em 2020

Uma outra possibilidade é ele ser emprestado novamente ao Inter em troca de outras peças, como a permanência de Juan Alano, um dos destaques do Alviverde no retorno à Série A.

“Existiram conversas com o Inter nas últimas semanas, nenhuma definição ainda, porque o prazo que o Inter tem é dia 15 e não oficializou ainda. Se não oficializar, o Parede volta, mas há uma possibilidade ainda de eles pedirem para estender o empréstimo e em contrapartida poderíamos ter o reempréstimo do Juan Alano e talvez mais um jogador”, apontou Samir.

+ Quem deu certo e quem deu errado no Coritiba em 2019?

“Estamos relativamente tranquilos. Ficar com o Juan Alano seria ótimo, um atleta de destaque e temos o interesse de ficar com ele. Se não der, o retorno do Guilherme Parede também é bom, também nos agrada e tem condições de fazer uma boa Série A e também tem valor de mercado”, completou ele.

Guilherme Parede pode ser vendido em definitivo para o Inter. Foto: Albari Rosa.

O meia Ruy, que fez 12 jogos na Série B pelo Vitória, tem contrato com o Verdão até o final do ano que vem. O destino do jogador, entretanto, deve ser um novo empréstimo. A diretoria vai avaliar se o utiliza no Paranaense, campeonato que pretende deixar de lado para priorizar a Copa do Brasil, ou o libera para achar algum clube até o fim de seu vínculo.

Promessa

O lateral-esquerdo Kazu, de 19 anos, foi emprestado para o sub-20 do Grêmio em agosto de 2018 por conta da negociação do atacante Guilherme, que deixou a Chapecoense e veio para o Coritiba no mesmo ano. Ele foi artilheiro da segunda divisão deste ano pelo Sport. O empréstimo ao tricolor gaúcho se encerra no final deste ano.

“Estamos conversando. Para ele ficar lá, o Grêmio tem que pagar R$ 4 milhões, há uma dificuldade deles com isso e está nos nossos planos que ele retorne para ser integrado ao elenco principal”, afirmou o presidente.

Livre no mercado

O meia-atacante Arancibia, que estava emprestado ao São Bento, ficará sem contrato com o Coritiba no final deste ano. O jogador não rendeu o esperado e a direção alviverde não tem interesse em renovar com o jogador chileno.

Veja a entrevista completa de Samir Namur sobre o futuro do Coxa:

Samir Namur abre o jogo e fala sobre o Coritiba para 2020 Presidente do Coxa comenta sobre o técnico, renovações, e o planejamento para a próxima temporada, agora na Série A do Brasileirão.

Posted by Tribuna do Paraná on Wednesday, December 4, 2019