Não bastasse o período de instabilidade vivenciado pelo Coritiba, o time ainda vive a incerteza em torno da presença dos seus três homens de referência do setor ofensivo no próximo compromisso, contra o CRB, no sábado (21), às 19h, no Couto Pereira. O meia Rafinha e os atacantes Robson e Rodrigão ainda são dúvidas para o compromisso, que tem um caráter ainda mais especial por se tratar de uma disputa entre duas equipes que estão muito próximas na tabela de classificação. Afinal, apenas um ponto separa o Coxa, em sexto, da equipe alagoana, em sétimo.

+ Confira a classificação da Série B

O trio participou das atividades desta quinta-feira (19) apenas de modo parcial e ainda será testado antes de uma eventual confirmação na escalação. Rafinha saiu da disputa contra o Londrina, no último sábado (14), com dores no joelho. Já Rodrigão, que cumpriu suspensão na última rodada por ter levado o terceiro cartão amarelo, sentiu dores musculares, mas nenhuma lesão mais grave foi detectada, o que aumenta a esperança da participação do artilheiro no jogo decisivo.

Por fim, e não menos importante, o atacante Robson segue em recuperação de uma contusão que o tirou de combate desde o empate em 1×1 contro o Bragantino, em Bragança Paulista, há quase um mês. Desde que chegou ao Alto da Glória, em julho, ele marcou três vezes e foi decisivo nas assistências.

Coincidência ou não, desde que Robson deixou o time, o Coxa nunca mais venceu. Na rodada seguinte à saída do jogador da equipe, o Alviverde empatou com o Vitória em 1×1, no Couto, perdeu para a Ponte Preta por 1×0, em Campinas, foi derrotado por 2×1 em casa pelo Atlético-GO e engoliu mais um 2×1 contra o Londrina, de virada, no estádio do Café.

+ Baixe agora o podcast da Tribuna e descubra quem leva a melhor da disputa do Trio de Ferro

Pra complicar a vida do Verdão, neste último compromisso, no norte do Paraná, o time também ficou sem Rodrigão, que mesmo com seca nos últimos jogos, ainda é o artilheiro da competição, com 11 gols. Por sinal, ao que parece, o jogo contra o líder, Massa Bruta, foi um divisor de águas pro Coxa, pois além de perder Robson naquele compromisso, no mesmo dia foi a última vez que Rodrigão balançou as redes.

Nesta derrocada, o time comandado por Umberto Louzer escorregou da vice-liderança da Segundona pro sexto lugar da tábua de classificação. Mesmo que o Coxa ainda esteja próximo do G4, a apenas um ponto do quarto colocado, o Botafogo-SP, o que virou preocupação foi a acentuada queda de produção, que pode ficar ainda mais pronunciada no caso da ausência da trinca de ouro da linha de frente do Verdão. Porém, com ou sem os importantes reforços, o time não tem outra saída: precisa reagir se quiser seguir sonhando com o acesso à Série A.

Confira as últimas do Coritiba

+ Umberto Louzer é o técnico mais longevo na gestão de Samir Namur
+ Má fase do Verdão está diretamente ligada à queda de rendimento na defesa
+ Coxa tem três retornos contra o CRB, mas pode perder Rafinha