No dia 31 de julho de 1985, a torcida do Coritiba fazia a festa. Após o empate em 1×1 no tempo normal e vitória por 6×5 sobre o Bangu nos pênaltis, o Coxa faturou, em um Maracanã lotado, o título do Campeonato Brasileiro daquele ano.

Aquela partida ficou marcada na história do clube. Tanto que em pesquisa recente feita pela Tribuna, foi considerada a mais importante dos 110 anos do Alviverde.

Com um time bem armado taticamente pelo técnico Enio Andrade, o Coritiba começou mal a competição, mas depois se ajustou e foi superando adversário após adversário, até chegar à final. Veja a análise de Cristian Toledo sobre a decisão.

Para aquela final no Rio de Janeiro, os torcedores coxas-brancas fizeram tudo que era possível para viajar. Alguns, decidiram em cima da hora e foram de carro no dia mesmo do duelo. Tudo para ver o clube se tornar campeão.

Um elenco repleto de nomes inesquecíveis, como Rafael, Tobi, Gomes e Índio, mas que também teve seus ‘heróis invisíveis’, responsáveis pela maior alegria da história do Coxa. Muitos lembram com emoção da conquista. Veja depoimentos!


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?