enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Corinthians goleia e segue 100%

  • Por Redação O Estado Do Paraná
Gil infernizou a defesa boliviana.

O Corinthians continua com um aproveitamento de 100% dentro da Copa Libertadores da América. Ontem à noite, no Estádio do Pacaembu, o Timão goleou o The Strongest, da Bolívia, pelo placar de 4 a 1 e isolou-se na liderança do Grupo 8, com nove pontos. O resultado praticamente garante a classificação corintiana à segunda fase.

O Timão só volta a campo no dia 26 de março, no México, contra o Cruz Azul.

O primeiro tempo não poderia começar melhor para o Timão. Fazendo bem seu papel de mandante, o Corinthians criou boas chances. Na primeira delas, aos oito, Gil deu um susto nos bolivianos. Após receber um passe de calcanhar de Leandro, o atacante mandou uma bomba no travessão de Soria.

Pouco depois, o alvinegro desperdiçou uma grande oportunidade. Em um rápido contra-ataque, Liédson deixou Leandro na cara do gol. Precipitado, no entanto, o corintiano chutou fraco para a fácil defesa de Soria. Tal superioridade não demorou a render frutos.

Aos 14, o Timão abriu o placar. Após tabelar com Liédson, o lateral Rogério dominou pelo lado direito da área e chutou cruzado. Antes de entrar, a bola ainda desviou nos pés do zagueiro boliviano e matou Soria.

Quando tudo parecia fácil, o Corinthians começou a se complicar. Depois de marcar seu gol, o Timão deu espaços para o meio-campo do The Strongest jogar. O vacilo custou caro. Aos 17, Ledezma invadiu a área pela esquerda livre e, da linha de fundo, arriscou para o gol. Doni aceitou.

Depois de sofrer certa instabilidade, aos poucos, o Timão voltou a incomodar a frágil equipe boliviana. Passado o relativo susto, o Timão desempatou, aos 31. O zagueiro Anderson aproveitou um bom cruzamento de Rogério da direita e cabeceou firme.

No segundo tempo, nada mudou. O Corinthians continuou amplamente superior e sem sofrer grandes ameaças por parte dos bolivianos que, muito fracos tecnicamente, pouca resistência ofereceram. O Timão levou o jogo como quis.

Melhor do que antes, o alvinegro avançou a marcação e passou a utilizar mais o lateral Kléber. O atacante Gil melhorou no jogo e, por conseqüência disso, o Corinthians criou boas chances para ampliar. E conseguiu.

Aos 13, Jorge Wagner fez o terceiro. O meia recebeu de Gil da esquerda e colocou com categoria à direita de Soria. O corintiano pegou de primeira, de dentro da área, e marcou um belo gol. Sem dificuldades, não demoraria para a vitória se transformar em goleada, aos 26 minutos.

Desta vez, foi Liédson quem balançou a rede. Também aproveitando uma boa jogada de Gil, o atacante marcou seu 7.º gol em 2003. Depois de um cruzamento espanado pela zaga, Liédson cabeceou e fechou a noite alvinegra pela Libertadores. O sonho de conquistar o torneio sul-americano continua mais do que vivo.

Ficha técnica

Local: Pacaembu (São Paulo). Árbitro: Oscar Sequeira (ARG). Gols: 14?? Rogério (1×0), 17?? Ledezma (1×1), 31?? Anderson (2×1), 58?? Jorge Wagner (3×1) e 71?? Liédson (4×1). Cartões amarelos: Kléber, Fabrício e Liédson (COR); Luís Cristaldo, Iván Castillo, Ronald Gutiérrez, Miguel Martos, Robert Arteaga e Eduardo Jiguchi (STR).

Corinthians: Doni; Rogério, Fábio Luciano, Anderson e Kléber (Roger); Fabinho, Vampeta (Fabrício) e Jorge Wagner; Leandro (Renato), Liédson e Gil. Técnico: Geninho.

The Strongest: Maurício Soria; Ronald Gutiérrez, Eduardo Jiguchi (Sartori 73??), Marcelo Carballo, Miguel Martos e Iván Castillo; Luís Cristaldo, Robert Arteaga, Méndez e Sandro Coelho; Froylán Ledezma. Técnico: Luís Orozco.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas