Uma pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), encomendada pelo Ministério do Turismo, apontou que pelo menos 230 mil turistas brasileiros circularam pelas seis cidades-sede durante a realização dos jogos da Copa das Confederações – Brasília, Rio, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Fortaleza. Entre os estrangeiros, foram cerca de 20 mil que visitaram o Brasil para acompanhar a competição.

“A Copa das Confederações é um torneio local, que atrai turistas do país. Foi assim no Brasil e também em outros países, como África do Sul (na edição de 2009) e Alemanha (em 2005). O turismo interno, no entanto, mostrou grande vitalidade, e movimentou cerca de R$ 740 milhões”, afirmou o ministro do Turismo, Gastão Vieira.

Para a Copa do Mundo de 2014, no entanto, a expectativa é de que o número de turistas estrangeiros seja bem maior. Mesmo porque, a disputa conta com 32 seleções participantes, contra apenas oito da Copa das Confederações, e tem um mês de duração (de 12 de junho a 13 de julho) – a competição realizada agora em junho teve 15 dias.

“A meta é atrair 600 mil turistas estrangeiros na Copa do Mundo, um evento com maior interesse do público internacional”, explicou o ministro Gastão Vieira.