A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) confirmou nesta quarta-feira o que o goleiro Lauro já tinha adiantado na segunda. Por causa dos incidentes no jogo de volta contra o Estudiantes, na Argentina, o arqueiro e o atacante Walter foram suspensos e desfalcarão o Internacional nas duas partidas das semifinais diante do São Paulo.

Lauro foi o que recebeu a punição mais pesada por ter tentado agredir jogadores rivais ao final do jogo em Quilmes, no dia 20 de maio. Suspenso por três partidas, o goleiro desfalca o Inter até em uma provável final. Walter, que fez gestos para a torcida adversária, após supostamente ter sido vítima de racismo, pegou dois jogos.

A Conmebol também puniu dois jogadores do time argentino. O zagueiro Desábato recebeu gancho de três jogos. O defensor é o mesmo que foi detido em São Paulo, na Libertadores de 2005, por supostas ofensas racistas ao então são-paulino Grafite. Já o goleiro Orión pegou duas partidas. O próprio Estudiantes também terá que pagar uma multa de US$ 20 mil pelos incidentes.

Com a expectativa de perder Lauro para as semifinais, o Inter já havia se movimentado e fechou o retorno do goleiro Renan, que estava no Valencia. O jogador, porém, só poderia ser inscrito a partir de agosto, quando abre a janela de transferências para atletas do exterior, e não ficaria à disposição para o jogo de ida, no Beira-Rio.