Foto: Walter Alves

Valencia colocou ordem no meio-de-campo e ganhou a confiança de Antônio Lopes.

Bastou uma apresentação para o colombiano Edwin Armando Valencia Rodriguez, 22 anos, cair nas graças do treinador atleticano.

O jogador era a aposta para dar equilíbrio ao meio-campo e, na opinião de Antônio Lopes, a estréia do volante com a camisa rubro-negra não poderia ter sido melhor. ?Esse gringo arrumou o meio-campo. Tem uma noção de marcação muito boa e sabe sair jogando?, comentou o Delegado após a vitória diante do Palmeiras, em São Paulo.

Valencia apresentou-se ao Furacão no começo do ano, juntamente com seus compatriotas Viáfara (goleiro) e Dayro Moreno (atacante). Mas devido a um imbróglio judicial envolvendo seu ex-clube, na Colômbia – América de Cali -, demorou para ser liberado.

A situação do atleta foi regularizada apenas em maio, quando finalmente foi inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e ficou apto para mostrar seu futebol no Brasil. Seu contrato vai até abril de 2009.

À primeira vista, o colombiano está ajustado à capital paranaense e, em sua primeira entrevista, demonstrou estar ambientado com a nova língua, respondendo às perguntas com certa desenvoltura. Essa adaptação se deve ao convívio com os demais colombianos do grupo atleticano – Viáfara, que jogou com Valencia no América de Cali; Dayro Moreno e David Ferreira, que está disputando a Copa América pela Colômbia. ?Minha vida tem sido bastante boa, principalmente graças aos outros colombianos que estão aqui. Ferreira é quem nos guia na cidade e nos ensina?, explicou o volante.

Fora das quatro linhas, Valencia definiu o seu estilo de vida em Curitiba. ?Gosto de ficar com minha mulher, passeando em shoppings e cinemas. Ou ficamos no apartamento?, contou.

Futebol

Qualidade com a bola no pé, o atleta tem demonstrado durante a sua carreira, jogando como primeiro ou segundo volante. Valencia já integrou a seleção sub-20 de seu país e atuou no América de Cali, um dos clubes mais vencedores da Colômbia. Ele disse ter gostado de sua apresentação diante do Palmeiras e que está ambientado no clube paranaense. ?Estou contente por ter estreado desta maneira e por ter agradado ao técnico. Agora, é seguir trabalhando.?

Se depender da sinceridade na autocrítica e do empenho demonstrado em sua primeira partida pelo Rubro-Negro, a torcida pode esperar outras boas apresentações do colombiano. ?Tenho muito mais a mostrar. Durante a partida me senti um pouco ansioso pois estava muito tempo sem jogar (aproximadamente 8 meses). Agora, me sinto mais tranqüilo e espero fazer as determinações da melhor maneira possível?, analisou.

Antes mesmo de estrear, Valencia já havia chamado a atenção do ex-treinador Vadão durante a fase em que buscava condicionamento físico no CT do Caju. Na era Lopes, uma semana de treinamentos e coletivos foi suficiente para garantir uma vaga no grupo principal. E o jogador já avisou que pretende manter-se como titular. ?Independente de ter outros volantes, vou dar o meu melhor e deixar a decisão com o professor. Acho que joguei bem e aindaposso melhorar. Espero que (Lopes) me mantenha para a próxima partida para mostrar mais (o meu potencial)?, explicou.

Lopes quer só 30 jogadores no grupo

A partir de hoje, Antônio Lopes deve começar a trabalhar apenas com o que ele chama de grupo principal, que deve ser composto por cerca de 30 atletas. Atualmente, o elenco atleticano está inchado, com 41 jogadores. Para compor o grupo principal, Lopes realizou coletivos e jogos-treinos durante duas semanas para poder avaliar e dar chance a todos. Foi através desta prática que o treinador ressuscitou André Rocha, Cristian e Michel, jogadores que eram pouco aproveitados com Vadão.

O amistoso contra o Joinville, realizado ontem à noite, foi o último teste para que os atletas pudessem demonstrar sua capacidade. Lopes, no entanto, já adiantou que não será realizada nenhuma lista de dispensa. ?Vamos montar dois grupos de trabalho. Nenhum jogador será mandado embora?, afirmou.

A intenção do clube é que os jogadores reprovados no vestibular do Delegado sejam emprestados para outros times. Agora, será a vez do treinador analisar a categoria de juniores.

Time

Ontem, os jogadores que atuaram contra o Palmeiras fizeram o primeiro treinamento da semana, visando ao clássico com o Paraná no sábado.

Foi um treino tático voltado basicamente ao posicionamento da defesa. Por isso mesmo, os atacantes Alex Mineiro e Denis Marques permaneceram se exercitando na academia de musculação.