Um projeto de lei para dar nacionalidade chilena ao argentino Marcelo Bielsa, técnico do Chile, foi apresentado nesta quarta-feira por três deputados do país. A iniciativa, trazida a público por Carolina Goic, Gabriel Silber e Tucapel Jiménez, é uma forma de reconhecimento ao trabalho do técnico, que garantiu a classificação do Chile à Copa do Mundo de 2010.

Em sua argumentação para dar a nacionalidade chilena a Bielsa, que se tornou um ídolo no Chile, os deputados afirmaram que o técnico “sente uma profunda admiração pelo desenvolvimento humano e democrático da sociedade chilena”.

Gabriel Silber lembrou que a presidente do Chile, Michelle Bachelet, afirmou que Bielsa tem um coração “claramente chileno” e lembrou que a nacionalidade chilena é a “dignidade máxima que o país pode oferecer a um estrangeiro”.

Ao mesmo tempo, porém, o deputado Juan Lobos, que faz parte da União Democrata Independente do Chile, qualificou a iniciativa como populista e antecipou seu voto contra a aprovação do possível projeto de lei que poderia naturalizar Bielsa.

O Chile fecha a sua participação nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 nesta quarta-feira, contra o Equador, em Santiago.