O Chelsea não passou do 0 a 0 com o Copenhagen no Stamford Bridge, em Londres, nesta quarta-feira, mas garantiu sua vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. Como venceu o jogo de ida por 2 a 0, na Dinamarca, o time inglês podia perder por 1 a 0 sem correr o risco de ser eliminado.

Seu próximo adversário na competição continental será conhecido em sorteio nesta sexta-feira. A Uefa definirá todos os confrontos das quartas de final e os cruzamentos das semifinais. A próxima fase será disputada nos dias 5 e 6 de abril, jogos de ida, e 12 e 13, volta.

Mesmo jogando sem pressão, pelo resultado da ida, o Chelsea não agradou a torcida no primeiro tempo. Na melhor chance, Anelka puxou contra-ataque e tabelou com Drogba que, dentro da pequena área, finalizou para fora. Antes, o Copenhagen havia acertado a trave em perigosa cobrança de falta.

Depois da fraca atuação da primeira etapa, o Chelsea voltou mais ofensivo do intervalo. Logo aos 5 minutos, Mikel subiu mais que a zaga e cabeceou no travessão. A pressão aumentava, mas o Copenhagen se segurava bem na defesa.

Aos 22, o técnico Carlo Ancelotti trocou Anelka por Fernando Torres. Em seu primeiro lance, o atacante avançou pela esquerda, invadiu a área e só parou na boa defesa do goleiro dinamarquês. Nos minutos finais, o Copenhagen esboçou uma pressão sobre a zaga inglesa, mas não conseguiu nem descontar o placar.

O Chelsea volta a campo neste domingo para enfrentar o Manchester City, novamente em casa, na briga pelo terceiro lugar na tabela do Campeonato Inglês.