O técnico Juan Ramon Carrasco chegou ao Atlético com uma nova filosofia, com esquema ultraofensivo, sempre com muitos homens de frente. Porém, já começa a rever seus conceitos. Disse em recente entrevista que sugestões da diretoria são bem vindas, desde que seja para o bem do time. Com a nova visão, no jogo com o Palmeiras, na semana passada, abriu mão de usar três atacantes para se moldar às necessidades.

Além disso, após quase cinco meses de comando no Furacão, Carrasco também disse que aprendeu algumas lições sobre o futebol brasileiro, como a força que os times precisam ter dentro de casa. E, independentemente de ter que se adaptar, ele quer fazer o Atlético jogar sempre pela vitória, seja em jogos decisivos ou em partidas válidas pelas primeiras rodadas da Série B. “Aprendi que as equipes são muito fortes em casa. O que eu tenho que fazer é deixar claro aos jogadores que, visitante ou mandante, nós sempre podemos ganhar”, disse.

Com esta determinação de encarar com a mesma seriedade qualquer adversário, Carrasco conseguiu uma boa vitória em cima do Joinville, na estreia pela Série B, fora de casa. Ele quer seus jogadores com este foco para conseguir o objetivo principal do clube. Amanhã, o time tem o segundo confronto da Segundona, também como visitante, contra o Boa Esporte. “Sempre falamos que o mais importante é voltar à Primeira Divisão. No primeiro jogo ganhamos bem. Em casa ou fora, vamos jogar sempre para frente, pois esta é a nossa proposta”, disse o uruguaio.