Um dos mais importantes jogadores da sua geração e duas vezes medalhista olímpico do vôlei, Anderson será auxiliar do técnico Bernardinho durante a fase de preparação da seleção brasileira para Liga Mundial, Jogos Pan-Americanos e Campeonato Mundial Sub-23. Aos 40 anos, o ex-oposto ganhou seis títulos da Liga Mundial e dois Mundiais.

“Estou muito feliz de voltar à seleção depois de oito anos, agora em outra função. O Bernardinho e toda sua comissão estão me dando uma oportunidade ímpar de fazer parte desse trabalho, de seguir uma vida no voleibol”, disse Anderson, que defendeu a seleção brasileira adulta por oito anos.

Nos Jogos de Pequim-2008, Anderson era o jogador mais velho de um elenco que tinha, entre outros André Heller, Escadinha, Gustavo, Giba e André Nascimento. Hoje auxiliar técnico do da Camponesa/Minas (equipe feminina do Minas Tênis Clube), ele tem os mesmos 40 anos de Marcelinho, vice-campeão brasileiro pelo Sesi, e é meses mais novo que o líbero Escadinha, que está de volta à seleção.

“Não vejo a hora de chegar logo o dia, de voltar a Saquarema e estar junto com o time. Parece que é minha primeira convocação. Tenho uma história nesse centro e voltar agora, desse jeito, está sendo muito gratificante. Quero ajudar como puder e dar minha contribuição, agora de outro lado, é mágico”, comentou ex-jogador, que começa a trabalhar na próxima segunda-feira.