Com o status de quem possui Cesar Cielo como um dos principais astros deste Pan, o Brasil começou em grande estilo o último dia de disputas da natação dos Jogos de Guadalajara, nesta sexta-feira. O País assegurou representantes em todas as finais que serão realizadas nesta noite.

A primeira brasileira a conquistar vaga na briga por medalhas no dia foi Graciele Herrmann, que garantiu o melhor tempo das eliminatórias dos 50 metros livre feminino. Ela completou a prova em 25s28 e viu a sua compatriota Flavia Delaroli se classificar com a sexta marca mais veloz, ao cravar 25s77. O segundo e terceiro melhores tempos das eliminatórias foram obtidos pelas norte-americanas Lara Marie Jackson (25s39) e Madison James Kennedy (25s40).

Após Graciele e Flavia garantirem classificação, Thiago Pereira e Leonardo de Deus avançaram à final dos 200 metros costas masculino. O primeiro deles se classificou com o segundo melhor tempo das eliminatórias, com 2min03s53, enquanto o segundo foi o quinto mais veloz, com 2min05s12. O colombiano Omar Andres Pizon liderou as baterias qualificatórias ao marcar 2min01s14, enquanto o norte-americano Rexford Tullius ficou em terceiro, com 2min03s82.

“Acho que dá para brigar pelo ouro. É o que espero. O negócio agora é dormir bem à tarde para vir com tudo para as finais”, disse Thiago, o atleta brasileiro que mais ganhou medalhas na natação em Guadalajara até aqui. Ele contabiliza seis ao total no evento, sendo quatro de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Leonardo de Deus, por sua vez, disse que se poupou nas eliminatórias e garante estar pronto para também brigar pelo ouro. “Nadei tranquilo, só para classificar. Guardei forças para à final da noite. Sempre caio na água pensando em ganhar. Dessa vez não será diferente. Tomara que dê dobradinha para o Brasil”, ressaltou.

E Thiago Pereira também esteve na piscina nesta sexta nas eliminatórias dos 4×100 metros medley. Nadando na equipe que também contou com Felipe Lima, Kaio Almeida e Bruno Fratus, ele ajudou o Brasil a passar à final da prova com o segundo melhor tempo, de 3min47s28, ficando atrás apenas da equipe norte-americana, que cravou 3min38s78.

Apesar da larga vantagem dos Estados Unidos na prova, o Brasil poupou o velocista Cesar Cielo da disputa e deverá contar também com Guilherme Guido, Gabriel Mangabeira e Felipe França na disputa pela medalha. Ou seja, a equipe brasileira entrará descansada na piscina em busca do ouro.

Empatado com o mesa-tenista Hugo Hoyama como maior medalhista de ouro do Brasil em Pans, com dez ao total, Thiago Pereira poderá chegar a 12 ao total e se tornar recordista absoluto do País nesta sexta. Mesmo não competindo na final do revezamento, Pereira terá direito ao ouro por ter participado das eliminatórias se o Brasil triunfar nesta noite na prova.

A equipe feminina brasileira dos 4×100 metros medley também assegurou lugar na final desta noite com o segundo melhor tempo das eliminatórias. Fabíola Molina, Tatiana Lemos, Tatiane Sakemi e Daynara de Paula cravaram o segundo melhor tempo (4min15s53), enquanto o quarteto das norte-americanas ficou em primeiro lugar.