Os jogadores do Paraná estavam desolados após a derrota para o Duque de Caxias, ontem, na Baixada Fluminense. O resultado, que estava na mão dos tricolores, fugiu pelos erros da equipe. “Nós não conseguimos segurar o resultado. O jogo estava para a gente”, lamentou o atacante Wando.

Apesar da tristeza, os atletas reclamaram da arbitragem do paulista Marcelo Aparecido de Souza, que mandou voltar a cobrança de pênalti do Duque alegando avanço do goleiro Ney.

“Estava na cara que ele iria fazer isso, porque ele tinha feito antes no nosso pênalti”, comentou o lateral Marcelo Toscano. “Ele errou, porque o goleiro deles saiu para defender, e o Ney se movimentou para o lado, o que é legal”, atirou o outro lateral, Fabinho.

O objetivo agora é retomar o bom momento jogando em casa com o Bragantino. “Não podemos abaixar a cabeça. Estávamos juntos e unidos no momento bom, agora temos que ficar unidos neste momento ruim”, resumiu Fabinho. “Vamos trabalhar e erguer a cabeça para recuperar o Paraná”, finalizou Toscano.