Em meio ao desmanche sofrido no elenco neste início de ano, o Corinthians começa a se mexer no mercado para tentar minimizar o baque. Se está próximo de perder Vagner Love no ataque, o clube busca uma peça de reposição e foi atrás do argentino Gustavo Bou, artilheiro da última Libertadores ao anotar oito gols com a camisa do Racing. Pelo menos foi o que revelou o representante do atleta nesta sexta-feira.

Cristian Bragarnik deu entrevista à TV argentina TyC e revelou ter “ofertas formais do Borussia Mönchengladbach e do Corinthians”. O próprio Bou, aliás, chegou a dizer no fim do ano passado que seria um “sonho” atuar no Brasil, quando começaram as especulações sobre uma possível transferência para o clube paulista e para o Atlético-MG.

Bou está em litígio com a diretoria do Racing e cobra uma valorização salarial depois de alegar ter recebido as propostas do Corinthians e do Mönchengladbach. Por isso, se recusou a viajar com o elenco para participar da pré-temporada em Mar del Plata. Ainda assim, Bragarnik garantiu que a prioridade do atleta é permanecer no time argentino.

“É preciso se colocar na pele do jogador. Ele não está desesperado para ir, mas se há ofertas, merece uma melhora de contrato. Gustavo quer ficar no Racing, mas se não podem lhe pagar mais, há outras ofertas importantes”, comentou. “O Bou me disse: ‘Se o Racing não pode me pagar, então que aceitem me vender’.”

Bragarnik se mostrou otimista com um desfecho positivo para o Racing. “Creio que o Gustavo vai ficar no Racing, vamos seguir conversando”, comentou. Mas não escondeu que a proposta vinda do Brasil é muito vantajosa para o jogador. “O Gustavo não está pedindo (ao Racing) o que o Corinthians teria lhe dado.”

Atual campeão brasileiro, o Corinthians já confirmou as vendas de Ralf, Jadson e Renato Augusto, todos para o futebol chinês, e deve anunciar em breve a saída de Vagner Love para o Monaco. O clube ainda corre o risco de perder Cássio, Gil e Elias, que também têm propostas do exterior.