O sorteio da chave principal de Roland Garros foi realizado nesta sexta-feira e não proporcionou vida fácil a Thomaz Bellucci. Logo na estreia do Grand Slam o tenista número 1 do Brasil enfrentará o sérvio Viktor Troicki, 28.º cabeça de chave, que não vive grande momento na carreira, mas é um jogador experiente e considerado um rival duro para uma primeira rodada em Paris.

Bellucci encarou Troicki, atual 31.º colocado do ranking mundial, apenas uma vez no circuito profissional, em 2009, e acabou derrotado pelo rival no Torneio de Bangcoc, onde caiu por 6/3 e 7/6 em confronto disputado no piso sintético.

Caso passe por Troicki, Bellucci irá encarar na segunda rodada de Roland Garros o vencedor da partida entre o italiano Fabio Fognini e o francês Adrian Mannarino. E no mesmo caminho da chave do tenista número 1 do País está outro brasileiro, João Souza, o Feijão, que estreará contra o alemão Cedrik-Marcel Stebe e poderia cruzar com o seu compatriota em um improvável duelo de terceira rodada.

A dificuldade de Feijão chegar à terceira fase em Paris reside no fato de que o seu possível rival na segunda rodada deverá ser o francês Jo-Wilfried Tsonga, quinto colocado do ranking mundial, que estreará diante de um tenista que virá do qualifying. Desta forma, o favorito Tsonga poderá ser adversário de Bellucci nesta terceira rodada.

FAVORITOS – E, se os brasileiros não terão vida fácil, Nadal soube nesta sexta que percorrerá uma rota considerada “suave” em sua caminhada atrás do sétimo título de Roland Garros. Grande jogador de saibro da atualidade, o espanhol estreará contra o italiano Simone Bolelli e só poderá encarar o sérvio Novak Djokovic ou o suíço Roger Federer em uma eventual final em Paris.

Pelo desenho da chave, o atual vice-líder do ranking mundial poderá enfrentar o britânico Andy Murray, quarto cabeça de chave, na semifinal, depois de um possível confronto com o sérvio Janko Tipsarevic nas quartas de final. Murray estreará na capital francesa em duelo diante do japonês Tatsuma Ito.

Já Djokovic e Federer poderão se enfrentar em uma das semifinais e parecem fadados a traçar uma rota mais dura do que a do espanhol nesta edição de Roland Garros. O sérvio estreará contra o italiano Potito Starace e a sua chave prevê um duelo diante de Tsonga nas quartas de final. O suíço, por sua vez, terá pela frente na primeira rodada o alemão Tobias Kamke e já vislumbra um provável jogo complicado diante do checo Thomas Berdych, sétimo cabeça de chave, nas quartas.

Já o espanhol David Ferrer, sexto cabeça de chave e sempre forte no piso de saibro, estreará contra o eslovaco Lukas Lacko e o seu lado da chave prevê um possível embate contra Murray nas quartas de final. E, caso derrote o britânico neste eventual confronto, ele tem tudo para travar um duelo contra o compatriota Nadal em uma das semifinais.